Tóquio entra em estado de emergência restando duas semanas para início dos Jogos Olímpicos

A decisão do primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, foi anunciada nesta quinta-feira (8)

Pessoa com máscara na frente de símbolo dos Jogos Olímpicos de Tóquio
Legenda: Os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados em 2020 por conta da pandemia de Covid-19
Foto: AFP

Com apenas 16 dias restando para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, anunciou nesta quinta-feira (8) que a cidade-sede do evento esportivo entrará novamente em estado de emergência devido ao aumento no número de casos de Covid-19. A medida continuará em vigor durante toda a Olimpíada.

A capital japonesa registrou crescimento considerável de pessoas infectadas com o novo coronavírus, especialmente da variante Delta. A cerimônia de abertura está prevista para acontecer no dia 23 deste mês, porém, nos dias 21 e 22 já ocorrerão disputas de modalidades. A Seleção Brasileira feminina de futebol, por exemplo, encara a China pelo Grupo F no dia 21.

Os Jogos têm o término marcado para o dia 8. O político enfatizou que as medidas poderão sofrer alterações, caso a situação melhore e o efeito da vacinação em massa comece a trazer bons resultados.

Antes mesmo da decisão oficial tomada por Suga, Yasutoshi Nishimura, ministro japonês encarregado de tratar de assuntos da Covid-19 no país já havia afirmado que os números de novos casos da doença iriam aumentar em Tóquio. "Com o aumento da movimentação de pessoas, a variante Delta, mais infecciosa, representa agora cerca de 30% dos casos", explicou.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte