Tiago Nunes valoriza atuação do Ceará contra o Flamengo e projeta "final" contra o América/MG

Vovô perdeu de 2 a 1 para o Flamengo na terça-feira no Maracanã e terá que vencer o Coelho no Castelão para voltar ao G-8 da Série A

TIago Nunes, técnico do Ceará
Legenda: O técnico Tiago Nunes valorizou a atuação do Ceará diante do Flamengo do Rio de Janeiro e não quis apontar erros individuais nos gols do time carioca
Foto: Felipe Santos/cearasc.com

O Ceará foi derrotado por 2 a 1  para o Flamengo no Maracanã na noite de terça-feira (30), deixando o G-8 da Série A do Brasileiro, a zona de classificação da Libertadores. O técnico Tiago Nunes valorizou a postura e empenho dos jogadores após a derrota, já projetando o duelo contra o América/MG, no domingo (5), às 19 horas no Castelão, um cofronto direto por uma vaga na competição continental. Ceará e América estão com 49 pontos, mas o time mineiro tem mais vitórias (12 a 11), ficando na frente.

"Mesmo saindo daqui sem o resultado ideal, tentamos jogar, nos expôr, tantamos ganhar do Flamengo. Jogar aqui nos impõe condições muito duras além do grande adversário. Não era o resultado que queríamos. Mas vamos pensar no América, diante do torcedor. Por nossa nossa campanha vai se criando uma expectativa alta e vamos buscar a melhor colocação possível.  Será um confronto direto, jogaremos na nossa casa e podemos abrir uma margem de 3 pontos, buscando até um 6º lugar. A torcida será fundamental neste jogo", disse ele.

Confira a Coletiva do Técnico do Ceará

Erros

Contra o Flamengo, o Alvinegro saiu atrás logo com 2 minutos, em um erro individual do volante Fabinho, e no segundo gol do time carioca, Rick perdeu uma bola que deu contra-ataque ao Flamengo marcar o segundo. O treinador preferiu não criticar seus atletas, valorizando o campeonato que todos vêm fazendo.

"Não vou nunca expor nenhum atleta. Não acredito no erro individual. Dou total apoio a eles em sair jogando, em construir. Não vou personificar a responsabilidade, pois a responsabilidade é minha como treinador. Em outras situações, Fabinho e Rick foram fundamentais. Não vou personificar ninguém, meu negócio é dar moral pra todo mundo".

Apoio

Por fim, o treinador do Ceará pediu o apoio do torcedor diante do América/MG, no Castelão. Mais de 30 mil alvinegros já estão confirmados

"Nosso objetivo é fazer um grande jogo domingo e o torcedor apoiar todos os atletas. Eu sempre tenho repetido que o torcedor não precisa gostar do jogador. O símbolo que está na frente é sempre mais importante que o nome que está nas costas. O torcedor tem que ficar orgulhoso que o Ceará fez uma partida muito parelha com o Flamengo, poderíamos ter feito o empate no final do jogo. Muitas coisas boas aconteceram. Não é o ideal, mas entender o contexto. Enfrentamos uma grande equipe, é valorizar a atuação", finalizou.  

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte