Ceará perde para o Flamengo por 2 a 1 no Maracanã e deixa zona da Libertadores

Alvinegro chega a empatar no 2º tempo, mas não segura ponto importante no Maracanã e cai para 9º após vitória do América/MG, seu próximo adversário

Legenda: O Ceará foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1 no Maracanã pela 36ª rodada da Série A
Foto: Gilvan de Sousa / Flamengo

O Ceará foi até o Maracanã enfrentar o Flamengo sonhando em encaminhar uma vaga na Libertadores, mas acabou derrotado. O Alvinegro perdeu por 2 a 1, teve sua sequência positiva de quatro jogos de invencibilidade interrompida (3 vitórias e um empate) e saiu do G-8, a zona da Libertadores. Os gols do Flamengo foram marcados por Gabigol e Matheuzinho, com Rick diminuindo para o Alvinegro.

Com o resultado, o Vozão se mantém com 49 pontos, mas caiu para 9º e faz confronto direto por uma vaga na Liberta contra o América/MG no domingo (5), no Castelão, às 19 horas. O Coelho assumiu a 8ª colocação após vencer a Chapecoense por 3 a 0 na noite desta terça-feira.

Já o Flamengo, que vinha de derrota na final da Libertadores para o Palmeiras no último sábado, mantém as reduzidas chances de título, evitando a comemoração antecipada do Atlético/MG, que torcia por um tropeço diante do Vovô. O Rubro-Negro encara o Sport na sexta-feira, em jogo atrasado, na Ilha do Retiro, às 20 horas.

O jogo

Sem Vina, seu principal articulador e artilheiro, o Ceará entrou em campo com uma estratégia diferente, com os velocistas Kelvyn e Yony González, que ganhou a vaga de Jael, visando dar mais velocidade e explorar os espaços nos contra-ataques.

Mas a estratégia montada por Tiago Nunes ruiu logo com 2 minutos de jogo, após falha defensiva. Fabinho foi desarmado na saída de bola por Diego, que tocou para Gabriel marcar o primeiro do Flamengo.

E o quase completo time carioca, que já estava leve com o apoio de 40 mil torcedores e sem a presença do técnico Renato Gaúcho, foco de toda insatisfação da torcida, ficou mais à vontade ainda para jogar, comprometendo o plano de jogo dos alvinegros.

O Ceará demorou para retomar a confiança, sendo pressionado e por pouco não sofrendo mais um gol de Gabriel, que mandou por cima após rebote de João Ricardo.

A primeira chance real do Vozão no jogo saiu só aos 17 minutos, em chute cruzado de Mendoza após passe de Kelvyn que raspou a trave de Diego Alves.

Sem se encontrar na marcação e nas jogadas ofensivas, o Ceará foi pressionado até o fim do 1º tempo, com Gabriel ainda acertando o travessão no fim do 1º tempo.

Ceará melhora

Se o 1º tempo do Ceará foi ruim, na etapa final de jogo a equipe melhorou com as entradas de Jorginho e Rick depois dos 20 minutos.

E o gol do Alvinegro saiu 5 minutos depois, em boa jogada coletiva. Mendoza achou Rick, que tocou para Yony González bater cruzado para defesa parcial de Hugo, com Rick empatando no rebote.

O empate era um bom resultado para o Ceará, que se mantinha no G-8, mas a equipe voltou a falhar defensivamente, com João Ricardo salvando na primeira tentativa, mas não na segunda, com Matheuzinho acertando o canto do goleiro aos 33 minutos para deixar o Flamengo na frente.

O Ceará ainda tentou um pressão com as entradas de Marlon, Airton e Cléber, chegando a ser perigoso na bola parada e escanteios, mas não conseguiu o ponto importante que garantiria o G-8 ao fim da rodada.

Com a derrota, o Vozão terá que vencer o América no Castelão para voltar ao G-8 e decidir a vaga na Libertadores na última rodada diante do já relaxado Palmeiras em Barueri.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 1 CEARÁ

FLAMENGO - Diego Alves (Hugo Souza); Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira (Bruno Viana) e Ramon (Renê); Thiago Maia, Diego Ribas (Arrascaeta), Andreas Pereira e Everton Ribeiro (Michael); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Maurício Souza.

CEARÁ - João Ricardo; Igor (Airton), Luiz Otávio, Messias e Bruno Pacheco; Fabinho (Marlon), Fernando Sobral (Cléber), Kelvyn (Rick) e Lima (Jorginho); Mendoza e Yony González. Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Gabriel Barbosa, aos 2 minutos do primeiro tempo; Rick, aos 26, e Matheuzinho, aos 33 do segundo.

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Henrique, Gustavo Henrique, Ramón, Thiago Maia, Gabriel Barbosa e Everton Ribeiro (Flamengo) e Lima (Ceará).

RENDA - R$ 1.488.265,00.

PÚBLICO - 47.862 presentes.

LOCAL - Maracanã, no Rio.

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte