Quanto custa para ser sócio-proprietário e conselheiro do Ceará? Entenda o processo e veja valores

Legenda: Votação ocorreu na noite da última segunda-feira (17), na sede do Ceará
Foto: Gledson Jorge / Ceará

A votação que resultou na não aprovação da reforma do estatuto do Ceará, na última segunda-feira (17), contou com 328 votantes. Os únicos aptos a votar na Assembleia Geral Extraordinária foram os sócios-proprietários e conselheiros do clube cearense.

De acordo com o atual estatuto social do Ceará, o associado proprietário contribuinte (ou sócio-proprietário) é o “associado, pessoa física ou jurídica, adquirente do título do Clube, obrigado ao pagamento da contribuição periódica estabelecida pela Diretoria Executiva”.

Na prática, primeiro você tem que ser sócio-proprietário para só depois buscar vaga

Ainda segundo o estatuto, somente poderá ser associado do Clube quem “gozar de bom conceito e tiver boa conduta, exercer profissão ou atividade lícita e preencher todos os requisitos exigíveis, aderir, cumprir e fazer cumprir o estatuto social do clube”.

Quanto custa para ser sócio-proprietário?

O título de sócio-proprietário do Ceará custa, atualmente, R$ 8 mil. Após o pagamento do valor referente ao título, o associado terá que pagar uma taxa mensal de R$ 100 para manutenção do título de sócio-proprietário do clube.

São direitos dos sócios-proprietários do Ceará propor a admissão de novos associados, frequentar as dependências do Clube, participar das Assembleias Gerais, recorrer à Diretoria Executiva ou ao Conselho Deliberativo, entre outros.

COMO UM SÓCIO-PROPRIETÁRIO PODE PASSAR A SER CONSELHEIRO

Apenas os sócios-proprietários do Ceará podem pleitear uma vaga no Conselho Deliberativo do clube. Depois de dois anos como sócio-proprietário, o associado do clube pode pleitear uma vaga para entrar no Conselho Deliberativo.

Essa entrada no quadro de conselheiros pode acontecer de duas formas. Primeiro, o sócio-proprietário pode lançar o seu nome em uma chapa para a eleição que acontece a cada quatro anos. Caso a chapa vença a eleição, o sócio-proprietário entra no Conselho.

A outra possibilidade é o sócio-proprietário ser designado conselheiro por meio da indicação de um outro conselheiro, em períodos depois das eleições. A Diretoria Executiva e a mesa diretora do Conselho Deliberativo podem aprovar a indicação.

Além disso, após a entrada no quadro de conselheiros, o sócio-proprietário pagará um valor de R$ 140 mensais para manutenção do título de conselheiro do clube.