Marcelo Paz questiona TJDF sobre julgamento do Crato e Fred Bandeira rebate

Presidente do Tricolor criticou diretamente Fred Bandeira, presidente do Tribunal, que rebateu as declarações

Marcelo Paz em entrevista coletiva
Legenda: Marcelo Paz concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira (9)
Foto: Reprodução/Verdinha

Na entrevista coletiva que concedeu nesta segunda-feira (9), no Pici, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, criticou bastante o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Ceará (TJDF-CE), que modificou o resultado do julgamento anterior e por maioria dos votos, manteve a exclusão do Crato, aplicando WO em todos os jogos do time no Campeonato Cearense.

O mandatário leonino questionou diretamente o presidente do Tribunal, Fred Bandeira.

"Alguns personagens se repetem. Porquê o Fred Bandeira, que quis tirar o Fortaleza do Campeonato Cearense em 2015, é quem está conduzindo agora de novo, para melar nosso campeonato? Porquê o Fred Bandeira foi indicado pelo Sindicato dos Árbitros? Já que existe uma indicação. Porquê indicou ele para ser auditor? Queria que vocês pesquisassem isso aí. E o que todo mundo já sabia, porquê ele foi indicado para ser presidente? E por que o auditor, que mudou o voto hoje, deve ser o próximo presidente do tribunal? Eu queria que vocês pesquisassem isso aí. Eu não sei", disse ele.

Paz ainda questionou quem tem interesse no resultado do julgamento.

"É muito feio isso. Eu fiquei calado esse tempo inteiro, acreditando na justiça, que ia ser da maneira correta, mas tem uma hora que a gente tem que falar. Tá na hora de a gente olhar isso mais a fundo, entender o que está por trás. A quem interessa parar o Campeonato Cearense? A quem interessa o Fortaleza não ser tetracampeão? O processo tem vários vícios que foram passando por cima, quase que na marra, pra chegar no resultado que se queria. Não dá pra achar isso razoável", afirmou.

 

A resposta de Fred Bandeira

 

Em seguida, após contato com Sistema Verdes Mares, Fred Bandeira rebateu as declarações de Marcelo Paz, defendendo as decisões do Tribunal.

"Em resposta, o que eu posso assegurar é o seguinte: o Tribunal do Pleno é composto por nove auditores, é um colegiado, Fred Bandeira não vota sozinho. Não é eleito sozinho. Fui aclamado como presidente, já é minha segunda gestão como presidente. Isso é muito raro no nosso Tribunal. Agora, decisões agradam uns, e outros, não. Lamentavelmente, o Marcelo Paz tem essa postura explosiva. Conheço o Marcelo Paz de muito tempo, inclusive já fui advogado dele. É lamentável a postura de um dirigente de time de Série A, que está na Libertadores, adotar essa atitude, atacando não só a minha pessoa, mas ao Tribunal como um todo. Deveria ter mais respeito. E ter cuidado para que não sofra consequências por esse tipo de ataque. Mas me limito a comentar o que o presidente Marcelo Paz falou dizendo que foi feita a devida Justiça, sim. Foram os votos aplicados". 

Sobre a indicação ao Sindicato dos árbitros e o episódio da exclusão do Fortaleza do Cearense de 2015, Fred explicou.

"Ser indicado pelo Sindicato dos Árbitros, ele tem que perguntar ao Sindicato dos Árbitros, não a mim. Realmente a minha pessoa foi colocada em jogo. Na minha primeira gestão, fui indicado pelos clubes. Tive 9 votos, não tive do Fortaleza. Em 2015, como ele citou, eu era Procurador de Justiça, fiz apenas a denúncia, não julguei. Nosso julgamento hoje foi pautado de contraditório e ampla defesa, advogados estavam presentes. Ataque pessoal não é atitude de dirigente que se preze, de dirigente que deveria ser grande, coisa que o Marcelo Paz se mostra pequeno. Lamentáveis os comentários, tenho certeza que ele fez isso de cabeça quente. Que ele repense. O Fortaleza deve entrar com seu devido recurso e tentar reverter a situação lá em cima".

 

 

VEJA ENTREVISTA COMPLETA DE MARCELO PAZ

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte