Fortaleza tem a 4ª defesa mais vazada da Série A do Brasileiro

Partida contra o Corinthians foi a sétima seguida que o Tricolor sofreu gols e Rogério Ceni tem missão de melhorar setor defensivo para reta final da Série A

A derrota do Fortaleza por 3 a 2 para o Corinthians, na última quarta-feira (6), envolve muitos aspectos. O principal deles, porém, não é inédito. As falhas defensivas acabaram sendo determinantes e minaram a boa atuação que o Tricolor teve em São Paulo, ligando alerta e expondo anda mais o principal fator de preocupação para o time nas sete partidas restantes do Brasileirão.

Este foi o sétimo jogo seguido que o Fortaleza teve sua defesa vazada. Neste período, foram 11 gols sofridos, com média de 1,5 por partida. O recorte recente retrata algo que vem se mostrando um problema constante desde o início da competição.

Nas 31 partidas que realizou no Brasileirão, o Tricolor sofreu gols em 26. Ou seja, em somente cinco vezes que entrou em campo, saiu sem que o adversário tenha conseguido marcar ao menos um gol.

O resultado é que o Leão do Pici detém a 4ª pior defesa do campeonato, com um total de 44 tentos sofridos, ficando à frente somente de Avaí, Goiás e Chapecoense.

Contra o Timão, as bolas aéreas foram os pontos vulneráveis. Dois gols do adversário saíram desta forma. O outro gol foi em erro individual de posicionamento do zagueiro Paulão, que fazia bom jogo e vive, no geral, fase segura, não podendo ser crucificado.

A missão de Rogério Ceni, porém, é de encontrar solução de forma célere. Só restam sete jogos pela frente e o próximo adversário é o Ceará.

A manutenção do Fortaleza na Série A para 2020 passa diretamente pela evolução do setor defensivo.

Para encontrar solução, o treinador tem testado opções no miolo defensivo. Paulão e Jackson têm se revezado como companheiro de Quintero, titular absoluto. Porém, é preciso entender que, no atual modelo de jogo utilizado pelo Leão, para passar a sofrer menos gols, a mudança envolve mais que a zaga.

Toda a formatação da equipe, o posicionamento sem a bola e a organização no momento de defender impacta diretamente neste resultado.

O importante é que todos os atletas tenham a compreensão que o papel de cada um é determinante para que o time possa evoluir defensivamente e cumpram as funções de forma correta. Só assim será possível evoluir.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte