Fortaleza encara o líder Internacional para se manter no G-10

Time comandado por Rogério Ceni entra em campo, às 19 horas, em busca de mais três pontos na Série A do Campeonato Brasileiro. Dúvida é na lateral direita, com opções alternativas. Tendência é que Marlon seja o titular

Legenda: Felipe Alves estará no gol do Fortaleza contra o Internacional
Foto: Thiago Gadelha

As pretensões do Fortaleza Esporte Clube são altas na Série A do Campeonato Brasileiro. Com início promissor após 10 rodadas, o Leão entra em campo hoje, às 19 horas, na Arena Castelão, em busca da vitória que falta: bater um adversário do G-4 da tabela. O desafio é contra o Internacional.

Como o torneio é disputado em pontos corridos, todo resultado soma. Os fora da curva, no entanto, mensuram os objetivos e as conquistas ao término do ano. E os comandados de Rogério Ceni venceram adversários diretos até o momento: Bragantino (3x0), Sport (1x0) e Goiás (1x3).

Powered by RedCircle

Contra gigantes do futebol nacional, o triunfo escapou. Houve desempenho, volume e condições de marcar o gol, mas o placar adverso se manteve em roteiro repetido na derrota para o São Paulo (1x0) e empate com o Corinthians (1x1). Como alento, os duelos foram longe de casa.

O escopo de atuação também repete o passado, principalmente no caso do Internacional. Em 2019, o Fortaleza foi superado pelos gaúchos, por 1 a 0, no Castelão - no Beira-Rio teve empate em 2 a 2.

"A gente tem que entrar com atenção porque foi isso que faltou no jogo do ano passado. Os gols estão saindo, o que está faltando é essa atenção para a gente sair com os três pontos. Estamos deixando escapar no final, e esperamos manter o foco", afirmou o atacante Romarinho.

A problemática existiu nos três últimos gols sofridos, sempre em extremos da partida. Diante do Flamengo, o gol do triunfo rubro-negro foi aos 42 do 2º tempo. Já no Clássico-Rei ocorreu aos 43 da etapa inicial. No confronto com o Grêmio, o primeiro minuto após o intervalo gerou um pênalti.

Assim, o desafio é manter o ritmo e a intensidade durante a partida. Ceni avaliou as condições como muito difíceis pelo nível técnico colorado: líder com 20 pontos, e o Fortaleza surge em 10º, com 12.

"É um jogo tão difícil como foi esse com o Grêmio. Não é porque será na nossa casa que será mais fácil. O Inter é muito competitivo, um time de muita força, alguns jogadores que eu gosto muito, Patrick e o Edenilson. O Coudet faz um grande trabalho, no passado o Inter ganhou, então esse ano vamos tentar a vitória", explicou o treinador.

A grande dúvida na formação é a lateral direita. Com o esquema 4-2-4 definido, o treinador tem Gabriel Dias suspenso e Tinga com lesão na posterior da coxa direita. Como o departamento médico não divulgou prazo de recuperação, o atleta é dúvida. A possível mexida envolve presença do meia Marlon, que atuou na função contra o Grêmio. Vale ressaltar que não há opções no time para o setor.

Nas demais posições, força máxima do Fortaleza. A tendência é que o quarteto de ataque principal - Wellington Paulista, Osvaldo, David e Romarinho - seja mantido. Como preparação, o time contou com seis dias desde o compromisso na Arena do Grêmio, no Rio Grande do Sul.

Para o meio-campo, o volante Felipe retorna após cumprir gancho automático. A tendência é ocupar vaga com Juninho, deixando o recém-chegado Ronald entre os reservas.

Internacional diferente

O Colorado chega na Capital já pensando no Gre-Nal da Copa Libertadores na próxima quarta-feira (23). A tendência é de escalação de plantel alternativo, aproveitando também as baixas do zagueiro Victor Cuesta e do volante Praxedes.

No ataque, o esperado é o uruguaio Abel Hernández ser titular para adquirir mais ritmo de jogo. O argentino Leandro Fernández, ex-Independiente, da Argentina, é cotado para atuar contra o Fortaleza.

Dos nomes com vaga cativa no plantel, o lateral Moisés e o volante Edenilson viajaram e entram em campo porque estão fora do embate com Grêmio. Artilheiro do Brasileirão com oito gols, Thiago Galhardo deve ser preservado.

 

Série A do Brasileiro - 11ª rodada
Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
19 de setembro - 19 horas

Fortaleza: Felipe Alves; Marlon, Quintero, Paulão e Bruno Melo; Juninho e Felipe; Romarinho, Osvaldo, David e Wellington Paulista. Técnico: Rogério Ceni

Internacional: Marcelo Lomba; Rodinei, Rodrigo Moledo, Matheus Jussa e Moisés; Johnny, Edenilson, Boschilia e Patrick; L. Fernández e Abeu Hernandéz. Técnico: Eduardo Coudet

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Transmissão: Rádio Verdes Mares, Premiere e Tempo Real do Diário do Nordeste

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte