Fortaleza empata sem gols com o Vasco no Castelão pela Copa do Brasil

Tricolor de Aço pressionou, desperdiçou chances e amargou o empate no jogo de ida pela 3ª Fase

Legenda: Fortaleza vai enfrentando o Vasco no Castelão pela Copa do Brasil
Foto: THIAGO GADELHA / SVM

O Fortaleza empatou em 0 a 0 com o Vasco no Castelão, pelo jogo de ida da 3ª Fase da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (1). O jogo de volta será no dia 21 de maio, às 21h30, em São Januário. Com o resultado, quem vencer no Rio de Janero garante a vaga. Um novo empate levará a decisão para os pênaltis.

O Leão volta a jogar no dia 4 de maio, às 16 horas, na Neo Química Arena, contra o Corinthians, pela 5ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. 

Como foi o jogo

O jogo começou pegado, com o Fortaleza com mais posse de bola e Vasco mais recuado. Depois de tentativas de Pikachu pelo Leão e David, pelo Vasco, ambas em cima da zaga, o Fortaleza criou grande chance aos 18, em chute forte de Pochettino, que Léo Jardim espalmou.

O Leão mantinha o domínio do jogo e teve outra grande chance aos 36: Machuca acha ótimo passe para Pikachu, que sozinho, chutou em cima de Léo Jardim, que deu rebote, e o meia perdeu de novo.

Fortaleza e Vasco durante jogo no Castelão
Legenda: Fortaleza e Vasco durante jogo no Castelão
Foto: THIAGO GADELHA / SVM

Na última chance do 1º tempo, o Tricolor de Aço acertou a trave. Zé Welison passou por Paulo Henrique, cruzou e Pochettino pegou de primeira, mandando na trave.

A etapa final de jogo começou com o Vasco recuado, e o Leão com a posse da bola, mas sem o ritmo da etapa inicial. Assim, criou menos chances. 

A primeira, aos 15 minutos, foi com Zé Welison, que mandou rasteiro de fora da área e Léo Jardim espalmou.

Legenda: O Tricolor de Aço diminuiu o ritmo na etapa final e não conseguiu furar a defesa do Vasco
Foto: THIAGO GADELHA / SVM

O Fortaleza só aumentou a pressão após as alterações de Vojvoda, aumentando o ritmo. E foram pelo menos 3 chances depois dos 45 minutos.

Kervin pegou de primeira e Léo Jardim espalmou, aos 47, Lucero mandou pra fora aos 49 e aos 51, Marinho cruzou de cavada e Bruno Pacheco, livre de marcação, tentou o passe ao invés de finalizar.

Como foi o tempo real