Ferroviário enfrenta o Treze/PB para seguir no G-4 da Série C

Tubarão da Barra tem desafio no Estádio Amigão, em Campina Grande, às 20h, para vencer a primeira fora de casa. Time chega embalado pela goleada aplicada no Vila Nova por 4 a 0 na última rodada e tem força máxima

Legenda: O técnico Marcelo Vilar quer manter característica ofensiva da equipe fora de casa
Foto: Foto: Lenílson Santos

Para seguir no G-4 da Série C do Campeonato Brasileiro, o Ferroviário enfrenta o Treze/PB hoje, às 20h, no Estádio Amigão. O confronto é válido pela 4ª rodada e ocorre para o Tubarão da Barra mudar o retrospecto fora de casa.

No torneio, o time acumula duas vitórias e uma derrota. O resultado negativo foi justamente quando deixou a Capital: revés para o Remo por 2 a 1 no Mangueirão, em Belém, no Estado do Pará.

Naquela ocasião, o time coral fez um grande primeiro tempo, mas baixou ritmo na etapa final, sofrendo um 'apagão' em dois tentos seguidos do Azulão. Assim, o foco agora é manutenção do estilo ofensivo mesmo longe dos domínios.

"Realmente, a gente costuma dizer que não perde quando aprende com a derrota e essa lição com o Remo ficou ensinada aos atletas. É preciso atenção porque a Série C está muito equilibrada e todo jogo é decisão, tudo no detalhe, e temos que estar concentrados e atentos para não cometer erros", afirmou o técnico Marcelo Vilar.

Trabalho positivo

A confiança chega com o desempenho proativo sob gestão do comandante. Sem considerar o Imperatriz/MA, que realizou apenas um jogo devido casos de Covid-19 no elenco, a equipe ostenta o melhor ataque (7) e defesa (2) do Grupo A - números que o deixam em 3º na tabela.

Nas estratégias, a busca é por um plantel mais efetivo, que possa organizar as condições de finalização mesmo com menor posse de bola. O contra-ataque faz parte do processo e se consolidou contra o Vila Nova, goleada por 4 a 0 no Castelão com três tentos em 10 minutos no segundo tempo.

Como chegou na Paraíba na última quinta (27), a delegação já se ambientou com as condições do palco do duelo e terá todos os 22 relacionados. Sem lesões, expectativa é de força máxima escalada: Nícolas; Gabriel Cassimiro, Vitão, William Machado e Tiago Costa; Lucas Hulk, Diego Lorenzi e Wellington Rato; Caíque, Siloé e Willian Lira.

O Ferrão busca uma campanha consistente na Série C do Brasileiro, tal como fez em 2019. A diferença é que, agora, o clube da Barra do Ceará não quer uma queda de produção, como ocorreu no an passado, culminando na eliminação do time na última rodada da competição.

E a manutenção do trabalho de Marcelo Vilar é fundamental nesse quesito, tendo em vista que o treinador tem se mostrado o principal agente na transformação do Ferroviário, que vem ocorrendo desde o Campeonato Cearense de 2017, quando o time se sagrou vice-campeão.

Treze/PB

Na lanterna, com duas derrotas, o Galo busca a primeira vitória na Série C após derrotas para Paysandu (1x0) e Santa Cruz (3x2). O time tem um duelo a menos porque a estreia foi adiada por jogadores infectados no Imperatriz/MA, o adversário.

O histórico é favorável ao Treze/PB porque nas últimas três vezes que encarou o Ferroviário em casa, venceu todas - em retrospecto que ascende desde Série D.

"A gente sabe que todos os jogos são muito difíceis e ainda mais numa situação dessa de campo neutro, sem torcida. Mas nossa equipe tem trabalhado muito forte", ressaltou o lateral Léo Pereira.

Nas vésperas da partida, a diretoria anunciou a saída do atacante Ceará. Segundo o gerente de futebol, Almir Dionísio, o jogador foi mal orientado durante a pandemia e optou por deixar o time.

A outra baixa é o meia Alexandre Santana. Titular do técnico Moacir Júnior, foi expulso contra o Paysandu e cumpre suspensão automática. A equipe tem confiança no conhecimento do gramado.

Ficha técnica

Série C do Brasileiro - 4ª rodada
Estádio Amigão, em Campina Grande (PB)
30 de agosto - 20h

Treze/PB

Paulo Wanzeler; Léo Pereira, Breno Calixto, Nilson Júnior e Tales; Gilmar, Robson, Vinícius Barba e Rezende; Douglas Lima e Frontini. Técnico: Moacir Júnior.

Ferroviário

Nícolas; Gabriel Cassimiro, Vitão, William Machado e Tiago Costa; Lucas Hulk, Diego Lorenzi e Wellington Rato; Caíque, Siloé e Willian Lira. Técnico: Marcelo Vilar.

Árbitro: José Magno Teixeira do Nascimento (RN). Transmissão: Rádio Verdes Mares e Tempo Real do ge.globo/ce.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte