Copa Libertadores será retomada com rígidas medidas sanitárias

A partir da terça-feira (15), a competição estará de volta. Dentre as exigências, jogadores só viajarão com teste negativo para Covid-19; veja todas as regras

As equipes que disputam a Copa Libertadores vão entrar nos diversos países da região sob estritas medidas sanitárias, segundo protocolo da Conmebol para a retomada da competição, na terça-feira (15).

As delegações visitantes viajarão para as cidades de competição em aviões fretados que são subsidiados com ajuda financeira da Conmebol e não ficarão em quarentena.

O novo protocolo denominado "Concentração Sanitária" autoriza a entrada de equipamentos por apenas 72 horas nos países da América do Sul, em especial o Brasil, 2º país do mundo com mais mortes pela Covid-19 (129.522).

Os membros de cada delegação devem se submeter aos exames e testar negativo para Covid-19 antes de viajar. Aeronaves e ônibus terão que ser previamente lacrados. Se possível, todos deverão ser transportados da pista de pouso para o hotel. Cada membro terá o seu próprio quarto.

O time anfitrião é obrigado a se submeter aos testes, assim como gandulas, maqueiros, policiais, dentre outros.

O médico de cada clube fará um exame diário de sintomas no grupo. Se a temperatura de um jogador atingir mais de 37,4°, ele não treinará e nem jogará. Se um jogador ou membro da equipe se recusar a fazer o teste, não poderá participar das competições.

Não será permitida a entrada nas instalações sem máscara. É aconselhável que os atletas saiam de casa para treinar.

Beijar a bola também está proibido e os jogadores devem usar garrafas individuais de água ou bebidas isotônicas. Cuspir e assoar o nariz também são proibidos.

É proibido trocar camisas ou qualquer outra parte do uniforme. Para as entrevistas, é obrigatório o uso de máscara ou protetor facial.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados