Maduro convoca militares para defender o país de um ataque dos EUA

Maduro pediu que os militares "estejam prontos para defender o país com armas na mão" e que fiquem de "olho aberto quanto a traidores"