"Não merecia ser humilhado", diz homem negro algemado a moto de PM em São Paulo

Jhonny Italo da Silva, 18, afirmou ainda em bilhete que teve medo de morrer durante abordagem policial

homem algemado em são paulo
Legenda: Caso foi registrado na última terça-feira (30) e viralizou nas redes sociais
Foto: Reprodução

O homem negro que aparece algemado e sendo arrastado por um policial de militar de moto, em São Paulo, disse ter se sentido humilhado após ser preso por transportar maconha. 

Jhonny Italo da Silva, de 18 anos, que respondia a um processo por tráfico de drogas e foi pego com maconha, deu a declaração em um bilhete enviado ao Fantástico, da TV Globo.

"Me senti humilhado, tive medo de morrer. Cometi um erro, mas não merecia ser humilhado", avalia.

O caso ocorreu na tarde da última terça-feira (30), na Avenida Professor Luiz de Anhaia Mello, na Vila Prudente, em São Paulo. Enquanto está sendo filmado correndo preso à moto do PM, Johny é comparado a um "escravo" pelo autor do vídeo que viralizou nas redes sociais.

À reportagem, a irmã de Jhonny lamentou a conduta do PM e as palavras do autor do vídeo. 

"Não era certo o que ele estava fazendo, mas também não foi certo o que o policial fez com ele. Ali ele estava em um momento precisando de ajuda, e não de ser julgado", afirma Larissa.

Repúdio da corporação

Em nota, a PM de São Paulo informou que após tomar ciência das imagens, determinou a instauração de um inquérito policial militar para apuração da conduta do referido policial e o seu afastamento do serviço operacional. 

"A Polícia Militar repudia tal ato e reafirma o seu compromisso de proteger as pessoas, combater o crime e respeitar as leis, sendo implacável contra pontuais desvios de conduta". 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil