McDonald's e Burger King enviam posicionamentos ao Senado sobre polêmicas com sanduíches

O McPicanha sem picanha e o Whopper Costela sem costela foram assunto no último mês

mcpicanha e whopper costela
Legenda: O McPicanha não é mais comercializado, enquanto o Whopper Costela mudou de nome
Foto: Reprodução

Após as polêmicas de lanches com sabor de picanha e costela, as redes de fast food McDonald's e Burger King enviaram posicionamentos sobre o caso ao Senado Federal. No último mês, as empresas foram apontados por denúncias contra o McPicanha e o Whopper Costela, que não possuem as carnes como ingrediente, apenas o gosto e o aroma.

Ao Senado, ambas as redes de lanche admitiram os fatos. O McDonald's tirou o McPicanha de comercialização, enquanto o Burger King apenas mudou o nome do sanduíche, renomeando-o de Whopper Paleta Suína. As informações são do G1.

Propagandas foram transparentes, dizem empresas

Em carta à Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado, o McDonald's pontuou que a publicidade da comida vendida sempre deixou claro que era um hambúrguer de carne 100% bovina, como picanha apenas no molho.

"O consumidor brasileiro está acostumado a adquirir produtos que sejam identificados por nomes que remetam ao sabor, ao aroma e a experiência que oferecem, e não necessariamente à sua composição", diz a empresa.

O Burger King também endereçou uma carta ao Senado Federal, falando sobre o polêmico Whopper Costela, que segundo eles sempre teve transparência na composição. 

"A BK, sempre respeitando o seu cliente e o consumidor em geral, e seguindo rigorosamente as orientações que regulamentam o setor alimentício, deixou clara tal circunstância, de forma permanente, ostensiva e por todos os meios de comunicação com o consumidor", disse a rede.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil