Produção da vacina anticovid da Johnson & Johnson é interrompida em fábrica dos EUA

Suspensão deve durar até o fim da inspeção no local, segundo informou a administradora da fábrica

vacina
Legenda: A vacina da empresa tem eficácia de 66% para prevenir casos moderados e graves da Covid-19.
Foto: Shutterstock

Após pedido da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos no último dia 16 de abril, uma fábrica de Baltimore paralisou a produção da vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson para uma inspeção no local.  A decisão foi anunciada pela própria administradora Emergent BioSolutions, em documento divulgado nessa segunda-feira (19). 

"Em 16 de abril de 2021, a pedido da FDA, a Emergent concordou em não iniciar a produção de nenhum novo material em sua instalação de Bayview e colocar em quarentena o material produzido em Bayview até o fim da inspeção", pondera o documento.

Supostamente, a fábrica já havia desperdiçado 15 milhões de doses do fármaco. O grupo farmacêutico informou no fim de março que identificou um lote de doses em uma fábrica de Baltimore "que não cumpria os parâmetros de qualidade", mas não confirmou o número específico afetado. Contudo, o jornal New York Times afirmou que o lote consistia de 15 milhões de doses.

A Johnson & Johnson informou em março que enviaria especialistas ao local para supervisionar a produção da vacina e que esperava entregar 24 milhões de doses adicionais em abril.

A fábrica da Emergent BioSolutions não havia sido autorizada na ocasião pelas agências reguladoras americanas para produzir ingredientes para a vacina da J&J, afirmou a empresa farmacêutica, mas a imprensa informou que tinha a meta de produzir dezenas de milhões de doses no futuro próximo.

Eficácia

A vacina produzida pela empresa Johnson tem eficácia de 66% para prevenir casos moderados e graves da Covid-19. A empresa anunciou os resultados nesta sexta-feira (29) e informou que o imunizante também funcionou contra a variante da África do Sul, considerada mais contagiosa. 

O imunizante também foi  foi elogiado por ser de apenas uma dose e por não precisar da conservação em temperaturas abaixo de zero, ao contrário dos fármacos da Moderna e Pfizer, o que facilita muito a distribuição

A pausa na produção é o obstáculo mais recente que esta vacina enfrenta nos Estados Unidos, depois que as autoridades suspenderam temporariamente seu uso pela descoberta de casos de trombose em seis mulheres - uma delas faleceu -, duas semanas de terem recebido a dose da J&J.

A agência reguladora europeia deve decidir nesta terça-feira sobre a segurança da vacina da J&J, depois que seu uso também foi suspenso na região pelos temores sobre coágulos sanguíneos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo