Qualidade, personalidade e identificação: Marcos Victor mostra como a base pode ajudar mais o Ceará

Vale muito mais apostar em um jovem de 20 anos que tem potencial, se identifica com o clube e dá a vida em campo do que ir ao mercado buscar uma alternativa meia boca

Marcos Victor com os braços levantados
Legenda: Marcos Victor foi titular e jogou bem contra o Flamengo
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Mendoza jogou muito. Nino Paraíba foi decisivo. Mas o nome do jogo no empate do último sábado (14) entre Ceará 2 x 2 Flamengo foi Marcos Victor. O jovem zagueiro entrou numa fogueira, partida grande, contra um ataque fortíssimo e foi bem demais. O desempenho mostra que o Ceará deve investir neste jogador e como a base deve ser mais útil ao clube.

Marcos Victor Ferreira da Silva tem apenas 20 anos, é cearense de Fortaleza e passou pelas bases de Ferroviário e Floresta antes de chegar ao Vovô, em 2021. Pelo Sub-20 do Ceará, disputou Copa do Nordeste, Campeonato Brasileiro e foi Campeão Cearense. Além disso, fez parte do elenco vice-campeão no Campeonato Brasileiro de Aspirantes (Sub-23) e se destacou.

No profissional, são apenas seis jogos. Contra o Flamengo, foi o 2º como titular. E Marcos mostrou muita personalidade perante um desafio enorme, algo que é difícil para muitos jogadores de sua idade.

Rápido, com bom posicionamento, agilidade para recuperações e arrancadas ao ataque, acertou 29 de 30 passes (97%), teve dois passes decisivos, venceu 100% das disputas que travou com os adversários e sem cometer nenhuma falta e nem ter levado nenhum drible. Foi o jogador do Alvinegro com mais ações defensivas (9) e ainda sofreu duas faltas.

Foi uma atuação de alto nível.

Investimento e identificação

Marcos Victor com a bola dominada
Legenda: Zagueiro tem apenas 20 anos
Foto: Felipe Santos/Cearasc.com

Por R$ 200 mil, o Ceará irá adquirir 60% dos direitos econômicos do jovem zagueiro em definitivo. Vai ter retorno esportivo e financeiro.

Ao fim do jogo, a cena de Marcos Victor, emocionado, cantando o hino do clube e cumprimentando torcedores também mostra algo raro no futebol de hoje: identificação e senso de pertencimento ao clube.

Claramente ele estava ali realizando um sonho de vestir a camisa do clube de coração. Buscando seu espaço no futebol, ele vai dar a vida em campo em cada oportunidade que tiver. E como ele, com certeza tem outros que estão só aguardando uma chance.

Marcos Victor com a bola dominada
Legenda: Zagueiro tem apenas 20 anos
Foto: Felipe Santos/Cearasc.com

E isso mostra que outros jovens jogadores podem ser muito mais úteis ao clube do que ir buscar no mercado alguém meia boca. Afinal, o Ceará tem conquistas e foi apontado recentemente como a melhor base do Nordeste. O trabalho ali é bem feito.

Vale muito mais apostar no potencial e desenvolvimento de "Marcos Victors" que em "Lucas Ribeiros" (que está emprestado e nem ativo do clube é).