Fortaleza mostra competitividade contra o Palmeiras, mas momento exige mais que isso

Tricolor fez jogo equilibrado contra o líder Palmeiras, mas segue na lanterna da Série A

Pikachu em dividida de bola com jogador do Palmeiras
Legenda: Pikachu foi titular do Fortaleza contra o Palmeiras
Foto: Thiago Gadelha/SVM

O Fortaleza foi competitivo contra o Palmeiras, na noite deste domingo (10), no empate em 0 a 0, na Arena Castelão. Fez jogo bem equilibrado e o Tricolor, inclusive, teve chances para vencer. Teve o mesmo número de finalizações (12), concluiu mais de dentro da área (9 x 5), acertou mais o alvo (6 x 5) e teve até gol anulado.

Nas principais oportunidades, esbarrou no espetacular goleiro Weverton, o melhor em atividade no Brasil. O ponto contra o líder do Brasileirão deve ser valorizado. A questão é que o momento exige mais que isso.

Em outros jogos o Fortaleza atuou bem no Campeonato Brasileiro, mas não venceu. E o discurso de "time que produz, mas não vence" não pode mais existir.

Pikachu em dividida de bola com jogador do Palmeiras
Legenda: Pikachu foi titular do Fortaleza contra o Palmeiras
Foto: Thiago Gadelha/SVM

O próprio Fortaleza se colocou em uma condição tão complicada que é preciso realizar uma campanha acima da curva para fugir da zona de rebaixamento.

Tem que buscar vitórias em jogos que, em circunstâncias normais, conquistar os três pontos não seria obrigação.

Moisés, do Fortaleza, marcado por Murilo, do Palmeiras. Fortaleza x Palmeiras
Legenda: Fortaleza empatou em 0 a 0 com o Palmeiras
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Além de competitivo, é preciso ser efetivo. Nas chances criadas, tem que converter. É preciso, também, ser sólido defensivamente. Com Fernando Miguel e Habraão de novidades, o sistema defensivo se comportou bem contra o melhor ataque do Brasileirão. Pode haver aí um caminho para evolução de um grande problema.

Há um caminho a ser percorrido. É preciso melhorar. Tem que apresentar o algo a mais. Mas a atuação contra o forte Palmeiras mostra que há chances de recuperação.