STJD aumenta pena dos jogadores de Ceará e Bahia envolvidos na confusão na final da Copa do Nordeste

O cumprimento da pena inicia a partir desta sexta-feira (16), ou seja, os atletas não enfrentarão o Athletico-PR no sábado (17)

Legenda: Jogadores de Ceará e Bahia trocaram socos na final da Copa do Nordeste 2021
Foto: Thiago Gadelha/SVM

O Ceará Sporting Club terá três desfalques certos para a sequência da Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira (15), o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), aumentou a punição dos atacantes Stiven Mendoza e Jael com 10 jogos, enquanto o lateral-direito Gabriel Dias foi punido com 8 jogos de suspensão. O cumprimento da pena inicia a partir desta sexta-feira (16), ou seja, os atletas não enfrentarão o Athletico-PR no sábado (17).

Os três atletas, no entanto, já cumpriram alguns jogos de suspensão. O atacante Stiven Mendoza ficou de fora de quatro partidas, entre elas a final do Campeonato Estadual. Porém, de acordo com o relator do STJD, o confronto contra o Fortaleza não será contabilizado, por se tratar de uma competição não realizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Gabriel Dias e Jael, por sua vez, cumpriram dois de suspensão, antes do efeito suspensivo ser acatado pelo tribunal.

Os atletas Nino Paraíba e Danielzinho, do Bahia, também tiveram aumento na pena. O lateral-direito cumprirá 10 jogos de suspensão, enquanto o volante foi punido em 8 partidas. Confira abaixo a punição de cada atleta.

Pena dos atletas

  • Stiven Mendoza: 10 partidas de suspensão (3 cumpridos)
  • Gabriel Dias: 8 partidas de suspensão (2 cumpridos)
  • Jael: 10 partidas de suspensão (2 cumpridos)
  • Nino Paraíba (Bahia): 10 jogos de suspensão
  • Danielzinho (Bahia): 8 partidas de suspensão

O Ceará Sporting Club também foi punido financeiramente. O clube alvinegro terá de pagar R$ 31,6 mil de multa pecuniária. O Bahia, por sua vez, pagará R$ 25 mil e foi punido com perda de um mando de campo.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte