Presidente do Fortaleza garante segurança ao Independiente, diz site argentino

Segundo publicação do jornal Olé, o motim da Polícia Militar no Estado do Ceará é uma das preocupações do clube visitante

Legenda: A delegação do Independiente embarcou nesta terça (25) para a capital cearense
Foto: Foto: divulgação / Independiente

Às vésperas da partida entre Fortaleza e Independiente, a imprensa argentina destacou a crise na segurança pública como uma preocupação a mais para a partida da Copa Sul-Americana. Em publicação, o jornal Olé ressaltou que o número de mortes no Estado do Ceará ultrapassou os 100 durante o motim da Polícia Militar e que o clube visitante encontrará uma 'situação desagradável' no desembarque. A partida está prevista para 21h30, na Arena Castelão.

Em contato com a reportagem da TyC Sports, o presidente tricolor Marcelo Paz explicou que não há risco aos argentinos. "Sabemos da preocupação do Independiente com a situação em nossa cidade, mas quero esclarecer que é um movimento muito localizado em algumas regiões e garanto que não haverá nenhum problema. A festa não está em risco", afirmou o dirigente.

A expectativa é que a delegação do Rojo chegue ao Brasil às 21h desta terça (25), no Aeroporto de Fortaleza. Uma atividade está marcada para quarta (26), às 17 horas, no CT do Ceará, em Porangabuçu.

No duelo de ida, vencido pelo Independiente por 1 a 0, o Fortaleza recebeu escolta durante o deslocamento por Buenos Aires, na Argentina. A expectativa é que o tratamento seja o mesmo oferencido ao clube argentino na estadia na Capital.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?