Negociações sobre Neymar travam, e situação continua indefinida

Dirigentes de Barcelona e Paris Saint-Germain tentaram chegar a um acordo sobre o retorno do brasileiro à Espanha, mas não houve acordo por enquanto. Quem acompanha de perto a situação é o Real Madrid, também interessado

Representantes do Barcelona viajaram para a França para negociar com o Paris Saint-Germain uma eventual volta do atacante brasileiro Neymar ao clube catalão, segundo afirmam diferentes veículos das mídias espanhola e francesa, sem que tenham acontecido avanços significativos.

Segundo o Le Parisien, a reunião terminou sem acordo e sem grandes avanços, com o PSG se mostrando inflexível em sua posição.

O diretor esportivo do Barça, o francês Eric Abidal, e outros dois dirigentes do clube, pegaram um voo com destino a Paris para se reunir com representantes do PSG.

O Barcelona teria oferecido um acordo que incluiria jogadores como Philippe Coutinho e Ivan Rakitic mais uma parcela em dinheiro.

No último sábado, durante a tradicional coletiva de imprensa de antes da partida, o diretor esportivo do PSG, Leonardo, ex-jogador do São Paulo e da Seleção Brasileira, declarou que as negociações sobre a transferência do brasileiro estavam "mais avançadas do que antes".

Quem quer

O Real Madrid e o Barcelona são os destinos mais prováveis para Neymar, que chegou ao PSG procedente do clube catalão, em 2017, por 222 milhões de euros.

O jornal esportivo madrilenho "AS" afirmou que o PSG ofereceu o brasileiro de 27 anos ao Real Madrid em troca desses 222 milhões de euros, ou por menos, mas acrescentando outros jogadores na operação, num claro movimento de que não deseja mesmo permanecer com o atacante brasileiro.

Tanto que o treinador do PSG já não conta com Neymar em campo. "Temos que encontrar soluções sem Neymar", admitiu o técnico Thomas Tuchel, em uma entrevista para o Canal+, transmitida no domingo (11). Mesmo não colocando o brasileiro nos seus planos, o técnico acabou reconhecendo que vai perder o sono se o craque brasileiro for embora neste verão europeu.

"Eu adoro o Neymar, quero continuar jogando com ele, com Kylian e com todo mundo. Mas a realidade é que devemos encontrar soluções sem 'Ney' (...)", declarou o treinador alemão.

"Se perdermos Neymar, talvez eu não durma. Não é possível perder 'Ney' e encontrar alguém que faça as mesmas coisas que ele", completou Tuchel, acrescentando que não tinha notícias sobre o futuro de seu Camisa 10.

"Pode haver uma boa notícia. É possível que ele fique. Mas não acabou, devemos ser realistas", reconheceu.

Não quer ficar

Neymar, que não escondeu seu desejo de deixar o Paris Saint-Germain neste verão europeu, não foi convocado para o primeiro jogo do Campeonato Francês, no próximo domingo (18), contra o Nîmes.

O diretor esportivo do clube, Leonardo, confirmou que as conversas sobre a saída de Neymar prosseguem, "mas o PSG ainda não está preparado para aceitar" a proposta neste momento.

Apesar da decepção, o Barcelona segue focado na missão do retorno de Neymar. Haverá novas conversas entre os dirigentes nos próximos dias. O Real Madrid também segue ativo. O clube observa de perto a movimentação do Barça.


Categorias Relacionadas