Juninho dispara contra arbitragem de Corinthians x Fortaleza: "Inadmissível"

Volante reclamou de dois possíveis pênaltis para o time tricolor que não foram checados pela arbitragem

Legenda: Juninho atuou durante os 90 minutos contra o Corinthians
Foto: JL Rosa

Os jogadores do Fortaleza deixaram o campo revoltados após a derrota por 3 a 2 para o Corinthians nesta quarta-feira (6). Em Itaquera, a equipe abriu o marcador, mas sofreu a virada aos 27 do 2º tempo. A discussão, no entanto, está em duas possíveis penalidades não marcadas pela arbitragem, ambas com a bola acertando o braço de um jogador do Timão. O volante Juninho disparou contra o árbitro Caio Max Augusto Vieira (RN).

"Não estou falando que estão agindo de má fé com a gente. Más é inadmissível tantos erros contra uma equipe. Toda vez que toca na mão do Fortaleza é pênalti. Contra o Flamengo, nem olharam o VAR. Contra a gente não olham. Foram oito jogos de erros que, querendo ou não, afetam o resultado da partida. Tem que analisar as coisas com mais frieza. Ele pode vir aqui e analisar, o poder é do árbitro. Querendo ou não, são eles que estão afetando o nosso trabalho", disparou. 

A principal reclamação foi em lance aos 19 do 2º tempo, quando Boselli cabeceou a bola no próprio braço dentro da área. Na ocasião, as equipes empatavam em 2 a 2 e teve muito pressão dos atletas tricolores com a arbitragem, resultado inclusive em um cartão amarelo para o volante Felipe.

"Fizemos um excelente jogo contra o Corinthians. Pegou nítido na mão do Boselli. Quem tá em casa ou na cabine viu, mas não sei porque não faz questão de checar o lance. Trabalhamos para caramba, para mais uma vez sermos prejudicados", explicou.

Na tabela, o Fortaleza ocupa a 12ª posição, com 36 pontos. O próximo jogo é o Clássico-Rei, domingo (10), às 19 horas, na Arena Castelão.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte