Jogador dinamarquês Eriksen usará desfibrilador cardíaco implantável

Indicado pela equipe médica que o acompanha, o tratamento controla e regula o ritmo do coração

estado de saúde de Eriksen jogador da Dinamarca
Legenda: O meio-campista Christian Eriksen momentos antes de sofrer o mal súbito em campo
Foto: Friedemann Vogel/AFP/Pool

A Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU) informou, nesta quinta-feira (17), que o jogador Christian Eriksen, de 29 anos, precisará da implantação de um desfibrilador cardíaco em resposta ao mal súbito no último sábado (12), durante uma partida contra a Finlândia pela Eurocopa. 

"Após vários exames cardíacos em Christian foi decidido que ele deve usar um cardioversor desfibrilador implantável, conhecido como CDI. Este aparelho é acionado após uma crise cardíaca por problemas no ritmo do coração",  detalhou a nota da DBU.

O anúncio de que Eriksen será submetido a uma cirurgia para implantar o desfibrilador foi feito poucas horas antes da partida entre Dinamarca e Bélgica, durante a qual o público homenageará o camisa 10 aos 10 minutos de jogo.

Tratamento

A entidade ainda não apresentou nenhuma informação sobre as consequências do uso do desfibrilador para a carreira do atleta da Inter de Milão.

Tomada pelos especialistas do hospital dinamarquês em que Eriksen está internado desde sábado, a decisão "foi aceita" pelo jogador e "confirmada por especialistas nacionais e internacionais que recomendaram o mesmo tratamento", destacou a federação.

Outros jogadores, como o também dinamarquês Daley Blind, conseguiram prosseguir com a carreira depois da implantação do aparelho, que permite controlar e regular o ritmo cardíaco.

Resgate em campo

Eriksen passou mal nesse sábado (12), perto do fim do primeiro tempo, e o jogo entre Finlândia e Dinamarca pelo Grupo B da Eurocopa precisou ser suspenso. O atleta foi submetido a massagem de reanimação cardíaca por cerca de 15 minutos.

Ele teve algumas convulsões, mas foi retirado do gramado com um balão de oxigênio em uma das macas do estádio em Copenhagen, na Dinamarca. 

No dia seguinte, a DBU emitiu comunicado destacando que o jogador tinha quadro de saúde estável e fora de perigo.

 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte