Fanático pelo Fortaleza, colecionador já largou emprego por jogo e casou usando meião do clube

Conhecido pelos torcedores tricolores como "colecionador", Charles Dantas escolheu até os super-heróis dos filhos - que ainda não tem - baseado nas cores do tricolor

Legenda: Charles Dantas, torcedor fanático do Fortaleza Esporte Clube, explicou o início da paixão pelo tricolor e o que motivou a entrar no mundo do colecionismo
Foto: Reprodução / TV Verdes Mares

Dispensar trabalho, casar com meião do clube de coração, escolher os super-heróis dos filhos baseado nas cores do time. Certamente, não estamos falando de um torcedor comum, mas sim do "colecionador" - apelidado pela torcida tricolor - , um fanático torcedor do Fortaleza Esporte Clube.

Charles Dantas, o homem por trás do apelido, explicou ao Globo Esporte CE, da TV Verdes Mares, o início da sua paixão pelo Tricolor do Pici, relembrando ainda a primeira vez que foi ao estádio de futebol, e muito mais.

"Essa paixão iniciou desde quando eu nasci. Já nascemos com o sangue vermelho, já nascemos Fortaleza. A primeira vez que eu fui ao estádio foi no dia 31 de maio de 1994, quando fui assistir Fortaleza x Flamengo. Quando cheguei lá, vi o estádio lotado de gente, aquele clima bonito, um estádio fervoroso e lá me apaixonei pela torcida, pelas cores e pelo clube. Essa paixão dura até hoje."

A paixão por camisas do Fortaleza fizeram com que Charles Dantas entrasse no mundo do colecionismo e a buscasse peças que não tinha no guarda-roupa.

"Desde criança, sempre gostei de vestir coisas do Fortaleza. Com o tempo, de 2008 para cá, vi que tinha uma certa quantidade e comecei a procurar camisas que eu não tinha. Assim, surgiu o colecionismo, o colecionador Charles, no caso. Foi bem divertido a época que eu ficava caçando nas ruas, nas redes sociais, nos estádios. Nesse tempo todo, fui muito feliz e deixei algum legado para os meus amigos, que começaram agora (o colecionismo)."
Charles Dantas
Torcedor e colecionador do Fortaleza

Legenda: Charles Dantas, o "colecionador", exibiu algumas camisas no Globo Esporte CE
Foto: Reprodução / TV Verdes Mares

O fanatismo de Charles Dantas pode ser descrito no dia-a-dia. O "colecionador" gosta de vestir apenas camisas do Fortaleza. Mas, para o torcedor tricolor, existem outras maneiras de ser fanático e que toda forma é válida.

"Vejo todo mundo como torcedor fanático. A partir do momento em que você torce um time de futebol, você é fanático por ele. Só que cada um tem sua maneira de torcer. Eu, por exemplo, gosto de vestir apenas blusas do Fortaleza. É a minha forma de torcer, de ser fanático. Abro mão de algumas coisas para assistir jogo e já dispensei trabalho por conta de jogo também."

O torcedor tricolor revelou ainda bastidores do dia do casamento, realizado no dia do centenário do Fortaleza, em 18 de outubro de 2018, quando utilizou o meião do ex-jogador Corrêa como vestimenta. Além disso, o pensamento de ter filhos com a esposa motiva Charles Dantas a já pensar nas cores e nos super-heróis das crianças.

"Já estava tudo certo que eu ia casar com a camisa da marca do clube. No dia do casamento, fui trabalhar, cheguei em casa apressado e não encontrei meia. Achei um meião utilizado pelo Corrêa, eu lembro, e fui casar. Casei no dia do centenário do Fortaleza. Quando eu tiver um filho ou uma filha, vai ter a livre espontânea vontade de aceitar ser tricolor. O quarto será tricolor. Se for mulher, vai ser da Mulher-maravilha, mas se for homem vai ser do Homem-aranha ou do Superman."

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte