Entenda a briga entre Letícia Bufoni e Kelvin Hoefler, atletas do skate nas Olimpíadas

A dupla demonstrou afastamento durante as competições da modalidade street

Montagem com fotos de Kelvin Hoefler e Letícia Bufoni
Legenda: Os skatistas Kelvin Hoefler e Letícia Bufoni estão entre os melhores do Brasil na modalidade
Foto: COB / divulgação

Um dos esportes estreantes nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o skate rendeu duas medalhas para o Brasil: as pratas de Rayssa Leal no feminino e Kelvin Hoefler no masculino. Apesar do alto desempenho, o clima é tenso nos bastidores da modalidade, com briga entre estrelas nacionais.

O principal desentendimento é entre Kelvin e Letícia Bufoni, atual campeã mundial nos X Games, mas que não chegou na final olímpica neste domingo (25). Ao longo da competição, os dois não estiveram presentes nas provas um do outro e também não demonstraram torcida nas redes sociais.

Questionada sobre o tema por seguidores do Instagram, Letícia respondeu que o atleta não é próximo dos demais companheiros por decisão própria. “A CBSk, que é a Confederação Brasileira de Skate, não pode nem marcar ele nos stories, porque ele bloqueou a CBSk. Então, é uma opção dele. Ele não quer estar com a gente”, comentou.

Após a repercussão das declarações, Kelvin postou uma foto com membros da delegação e escreveu ‘jantando com a família’. O skatista ressaltou que tem uma postura mais serena. ”Sou mais pacato, no meu canto, quieto na minha, não gosto muito de ficar extrovertido, extravasando tudo, sou mais quieto, gosto de analisar as coisas”, declarou.

Motivação política

Segundo o portal UOL, o conflito entre as duas estrelas do skate brasileiro tem relação com o tratamento oferecido pela CBSk. Tanto Kelvin Hoefler como Pâmela Rosa, a número 1 do ranking mundial feminino, possuem críticas ao presidente da entidade, Rogério Mancha, que é próximo de Bufoni.

Pâmela Rosa segura troféu na mão e sorri
Legenda: A brasileira Pâmela Rosa, número 1 do ranking mundial, não teve autorização para disputar os X Games
Foto: divulgação

Um episódio de desentendimento ocorreu às vésperas dos Jogos Olímpicos, quando não foram autorizados a participar dos X Games, enquanto Letícia Bufoni viajou aos EUA e foi campeã. Assim, há o entendimento de que a parceira da seleção brasileira tem regalias no ambiente interno.

 Após a conquista da medalha de prata, o pai de Kelvin, Enéas Hoefler, desabafou nas redes sociais. "Será que agora vocês vão respeitar meu filho ou vão continuar a menosprezar? É nítido o que vocês estão fazendo. Essa medalha de prata representa todo esforço e dedicação dele. Vocês deveriam ser mais imparciais. É uma vergonha o que fazem com meu filho", escreveu.

 
Quero receber conteúdos exclusivos de esporte