Claudiney Batista é bicampeão paralímpico no lançamento de disco

O brasileiro estabeleceu um novo recorde nos Jogos Paralímpicos, superando o próprio desempenho

Claudiney Batista
Legenda: Claudiney Batista é o grande nome da modalidade nos Jogos Paralímpicos
Foto: Miriam Jeske / CPB

Claudiney Batista é bicampeão paralímpico na classe F56 (para atletas que competem em cadeiras de rodas) do lançamento de disco. O brasileiro confirmou o favoritismo neste domingo (29), no Estádio Olímpico de Tóquio, ao alcançar a marca de 45,25m em sua última tentativa, assegurando o ouro.

Além de conquistar a terceira medalha em Paralímpíadas (ouro na Rio-2016 e prata em Londres-2012, essa no lançamento de dardo), Claudiney estabeleceu um novo recorde paralímpico. O brasileiro era o detentor da marca, com 45,33m, e também é o atual recordista mundial do lançamento de disco, com 46,68m.

Dominante na prova desde os Jogos do Rio, Claudiney, hoje com 42 anos, também foi campeão mundial em 2019 no lançamento de dardo. Mineiro de Bocaiúva, sofreu um acidente de moto em 2005, o que o levou a amputar a perna esquerda. Antes dedicado ao halterofilismo, foi apresentado ao atletismo de campo e mudou de esporte.

Sétimo a competir, o brasileiro assumiu a primeira colocação logo no primeiro lançamento, marcando 44,57m. Ele ampliou a vantagem na quarta tentativa, ao fazer 44,92m, e na quinta, com 45,25m. No sexto e último lançamento, Claudiney bateu o próprio recorde paralímpico e fez 45,59m.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte