Ceará vence Corinthians no Castelão e chega ao G-8 da Série A

Vozão vence com gols de Vina e Yony González, encosta no grupo de cima e entra com força na disputa por vaga para Libertadores

Yony González comemora gol do Ceará
Legenda: O atacante Yony González marcou o gol da vitória do Ceará diante do Corinthians no Castelão, nos minutos finais de jogo
Foto: KID JUNIOR

O Ceará conquistou uma importante vitória na luta por uma inédita vaga na Libertadores. O Alvinegro bateu o Corinthians por 2 a 1 no Castelão, com gols de Vina e Yony González, chegando ao G-8 da Série A.

O Ceará abriu o placar logo aos 5 minutos de jogo com Vina, aproveitando saída errada da defesa adversária. A equipe paulista cresceu na etapa final. Roger Guedes empatou aos 38 do 2º tempo, mas o Alvinegro mostrou força para buscar a vitória com Yony González, de cabeça, três minutos depois.

Em 8º com 49 pontos, o Vovô pode garantir vaga se terminar a Série A na atual posição caso o Atlético/MG vença a Copa do Brasil em dezembro. Para não depender disso, o Alvinegro precisa vencer e avançar na tabela, distante apenas 2 pontos do G4.

Momento

A vitória diante do Timão, que abre o G4, consolida o grande momento do Ceará na Série A, vencendo 5 das últimas 7 partidas. Na próxima rodada, a 36ª da Série A, o Vozão enfrenta o Flamengo, na terça-feira, às 20 horas no Maracanã.

O jogo

Empurrado por mais de 35 mil torcedores, o Ceará começou o jogo pressionando, marcando o Corinthians em cima e dificultando a saída de bola do time paulista. E logo aos  5 minutos, Vina criou a primeira boa chance do Ceará para defesa de Cássio.

Só que na reposição de bola, o goleiro lançou para o meio, Lima interceptou e Vina aproveitou para bater no canto e abrir o placar para o Vovô: 1 a 0.

Foi o 5º gol nos últimos 5 jogos de Vina, que cresceu na hora certa na Série A para ser decisivo na arrancada alvinegra.

Depois do gol, o Ceará recuou suas linhas, esperando o adversário e armado para jogar em contra-ataques com Lima e Mendoza.

E o Ceará teve algumas chances com os espaços dados pelo Timão, com Mendoza perdendo outra chance batendo cruzado aos 23 minutos.

A partir daí, o Corinthians cresceu no jogo e passou a pressionar o Ceará. Aos 35 minutos, Gabriel Pereira girou na pequena área e bateu para defesaça de João Ricardo.

O goleiro do Vozão ainda apareceria bem em finalização de Roger Guedes três minutos depois.

O Ceará respondeu já no fim do 1º tempo, com Jael quase marcando o segundo, com Fágner salvando o Timão quase em cima da linha

Na última chance do 1º tempo, o zagueiro Gil acertou um voleio e mandou perto, tirando tinta da trave.

Sem Vina

Destaque na etapa inicial, Vina sentiu uma lesão muscular no início do segundo tempo e precisou ser substituído por Jorginho. 

E a perda de seu principal jogador foi um grande baque e perda técnica para o time do Ceará.

 Com as entradas de Renato Augusto e Willian nas vagas de Luan e Du Queiroz, o Corinthians conseguiu construir boas triangulações e tabelas pelos lados, enquanto o Ceará levava perigo em raros contra-ataques.

Mas de tanto insistir e já melhor no jogo, o Corinthians empatou aos 38 minutos: Willian deu passe para Roger Guedes, que igualou o marcador em bela finalização.

Gol no fim

Mas a apreensão da massa alvinegra que lotou o Castelão durou pouco, com o Vovô voltando a ficar na frente logo depois, para delírio da galera.

Aos 42 minutos, Igor cruzou na área e Yony González subiu de cabeça para marcar o segundo e fazer a festa no Castelão.

O jogo ganhou em tensão até os 51, com o Ceará conseguindo segurar uma vitória importantíssima, que mostra a força de um time aguerrido e determinado na luta por uma vaga na Libertadores de 2022.

FICHA TÉCNICA:

CEARÁ 2 x 1 CORINTHIANS

CEARÁ - João Ricardo; Igor, Luiz Otávio, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco; Fabinho e Fernando Sobral (William Oliveira); Lima (Rick), Vina (Jorginho) e Mendoza (Kelvyn); Jael (Yony González) Técnico: Tiago Nunes.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner (João Pedro), João Victor, Gil e Lucas Piton; Gabriel (Vitinho) e Du Queiroz (Willian); Luan (Renato Augusto), Gabriel Pereira (Gustavo Silva) e Roger Guedes; Jô. Técnico: Sylvinho.

GOLS - Vina, aos 6 minutos do primeiro tempo. Roger Guedes, aos 38, e Yony González, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernando Sobral, Jorginho, João Ricardo (Ceará); Du Queiroz, Gabriel, Cássio, Fagner (Corinthians).

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Junior (PR).

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

RENDA E PÚBLICO:  Público pagante 35.693 / Renda bruta R$ 672.973,00

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte