Ceará está no G-8 de melhores mandantes na Série A

Vovô tem 55% de aproveitamento em casa na Série A e espera melhorar números contra o Goiás, no domingo

Em um campeonato de 38 rodadas como o Brasileirão, com 19 jogos como mandante, fazer o dever de casa é fundamental para uma campanha segura, sem sustos. Em 11 rodadas, o Vovô é o 8º melhor mandante da Série A, com 55,6% de aproveitamento, conquistando 10 dos 18 pontos possíveis em seis jogos.

O Vovô venceu três - Bahia (2x0), Fortaleza (1x0), Flamengo (2x0) -, empatou um - Grêmio (1x1) - e perdeu dois jogos - Vasco (0x3) e Santos (0x1), marcando seis gols e sofrendo cinco.

Powered by RedCircle

Os números, que podem ser melhorados ao longo da campanha, são superiores a de 12 equipes, entre elas, Santos (9 pontos), Corinthians (8), Athletico/PR (8), Palmeiras (6), Grêmio (6) e Flamengo (5), clubes reconhecidamente fortes como mandantes.

E no domingo, o Vovô joga seu 7º jogo em casa, contra o Goiás, às 18h15, na Arena Castelão, e espera melhorar seus números, subindo na tabela da Série A. Se o Vozão vencer, pode terminar a rodada em 9º, ganhando duas posições e abrir seis pontos para o Z-4, 1º objetivo do clube na Série A.

O adversário do Vovô é o pior visitante da Série A, conquistando um ponto em três jogos, ou 11,1% de aproveitamento, mas pelo histórico das duas equipes, é um confronto que requer cuidados.

Desvantagem

Em 21 jogos contra o time goiano pelas Séries A e B, são apenas quatro vitórias do Ceará (19%), sete empates e 10 derrotas (48%). Se reduzirmos o recorte para o Ceará como mandante, ainda há uma desvantagem em 10 jogos: três vitórias, três empates e quatro derrotas. A última vez que o Vovô venceu o Goiás pela Série A foi em 1993, por 3 a 1, no Castelão. No último jogo pela elite, em 2019, o time goiano venceu por 1 a 0.

O lateral-direito Eduardo, que deve ser titular no lugar de Samuel Xavier, ainda em tratamento por dores na coxa, espera um jogo difícil. "O campeonato é muito equilibrado. Às vezes, é mais difícil jogar contra equipes que estão embaixo na tabela. Teremos um jogo difícil. Eles sabem do nosso estilo de jogo e do nosso potencial. Mas precisamos muito pontuar dentro de casa e vamos trabalhar para isso".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte