Artigo - Transformação digital nos negócios: um caminho sem volta

Leia análise de Leo Lacerda

O mundo mudou. O digital já invadiu nossas vidas há muito tempo, mesmo que apenas nessa pandemia a maioria de nós tenha notado isso com mais clareza. 

Como consumidores, já usamos tecnologias digitais no dia a dia, como algo automático. Mas como empresas, ainda não aproveitamos nem 1% de todo o potencial que essas tecnologias podem trazer. 

É verdade que, enquanto começamos a aproveitar as oportunidades agora, empreendedores mais inovadores já ganharam muito dinheiro e já estão criando as oportunidades do próximo passo dessa transformação. Mas esses empreendedores são exceção, e não regra. 

Inteligência artificial, Internet das Coisas, Realidade Virtual, Realidade Aumentada, Robótica, Big Data, Ciência de Dados, Aprendizado de Máquina e muitas outras transformações estão apenas começando. 

Mas calma. Eu sei que assusta, tanta coisa assim acontecendo ao mesmo tempo. Apesar disso, trago uma boa notícia: a verdade é que muito se fala sobre essas tecnologias e suas possibilidades, mas pouco (ainda) se faz. 

Ou seja, se você começar com pouco, apenas com o que fizer sentido para você, e transformar sua empresa de acordo com suas necessidades, você já estará à frente de 99,9% do mercado. 

Ok, mas como começar? 

O primeiro passo é entender as necessidades da sua empresa ou do mercado no qual você atua (ou deseja atuar). Tudo começa pelo problema que você gostaria de resolver. 

A tecnologia é (e sempre será) meio. Ela é ferramenta para você conseguir resolver os problemas dos seus clientes e, é claro, ganhar dinheiro com isso. As pessoas devem estar no centro do seu negócio. Sempre. 

O segundo passo é entender o que essas tecnologias digitais podem fazer, criando uma espécie de repertório para que você entenda qual delas seria a melhor para você começar. 

Depois disso, é interessante você envolver nesse plano as pessoas da sua empresa. Sem elas, a tecnologia não fará nada. 

Lembre-se: os colaboradores de uma empresa, geralmente, têm medo da mudança, das coisas negativas que a tecnologia pode trazer (como desemprego, por exemplo). Portanto, é importante deixar todos eles cientes dos planos da empresa ao entrar nessa transformação digital. 

O quarto passo traz uma dificuldade: quando você começa a entender melhor o potencial dessas tecnologias digitais, você se empolga. O céu vira o limite. E aí se propõe a criar um projeto grandioso, que nunca sairá do papel. 

Eu sei que as possibilidades são enormes, mas nada como começar pequeno e ir crescendo aos poucos, no ritmo que a empresa conseguir. Nada como as pequenas vitórias em um curto espaço de tempo para convencer os colaboradores mais céticos de que a tecnologia vai trazer coisas boas para a empresa e para os próprios colaboradores. 

Antes de repetir o processo para criar novos projetos usando essas tecnologias, não esqueça de mensurar tudo o que for possível, para que cada projeto seguinte seja melhor, mais fácil, que tenha menos erros, menos problemas. 

E por falar nisso, não se preocupe: você vai errar. Sempre que você faz algo novo, você comete alguns erros. O que você tem que fazer é transformar esses erros em aprendizados e seguir em frente. Quem quer inovar, transformar, deve estar preparado para isso. 

Resumidamente, eu sei que quando falamos de transformação digital, pensamos muito em novas tecnologias e em seus avanços. Elas são, realmente, empolgantes e, ao mesmo tempo, assustadoras! 

Mas, como já falei, você tem que entender que elas são meio. As pessoas sempre estarão no centro das nossas ações. 

Entenda os seus clientes, seus colaboradores, seus parceiros e estude como a tecnologia pode melhorar o seu relacionamento com eles. Tenho certeza que você conseguirá algo de valor se começar pelas pessoas. 

A transformação digital começa pelas pessoas e é feita também para as pessoas. 

Digitalizar sua empresa é algo mais fácil do que você imagina, mas mais difícil do que você gostaria. O grande lance é começar, até porque, como o próprio título desse artigo diz, esse é um caminho sem volta. 

Leo Lacerda 

Cofundador da Wave Accelerator (aceleradora de startups) e da Adm School (escola de administração digital). Especialista em negócios digitais, data science e tecnologia aplicada a negócios. 

Ouça o podcast 'Vem Empreender'

Powered by RedCircle

Quero receber conteúdos exclusivos do Vem Empreender

Assuntos Relacionados