Mãe de jovem que esfaqueou jornalista Gabriel Luiz relata origem de 565 euros achados com suspeito

Mulher disse que quantia foi pega 'sem autorização'

Jornalista Gabriel Luiz com microfone e canopla da Globo
Legenda: Jornalista da Globo deixou a UTI nessa terça-feira (19)
Foto: reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) desvendou novos pontos sobre a tentativa de latrocínio contra o jornalista Gabriel Luiz, da TV Globo, em Brasília (DF) na noite da última quinta-feira (14). O profissional foi esfaqueado por dois jovens, e um deles, identificado como José Felipe Leite Tunholi, 19, foi detido com 565 euros no bolso.

Segundo o portal Metrópoles, a mãe do suspeito relatou, em depoimento à PCDF, que ela comprou a moeda estrangeira ainda em 2020 com o intuito de realizar uma viagem internacional, adiada devido à pandemia de Covid-19. A mulher, servidora pública aposentada de um banco, apresentou comprovantes de aquisição da moeda.

A mãe do autor do crime destacou, ainda, que a quantia foi pega "sem autorização", conforme o portal G1.

Além dela, uma testemunha ocular da compra dos euros foi ouvida em termo de declaração, de acordo com o Metrópoles. A linha de tentativa de latrocínio, porém, foi reforçada ao longo das apurações sobre o caso. 

Fuga após o crime

Após a ação criminosa, José Felipe teria pegado parte dos euros mantidos pela mãe em casa e tentado fazer câmbio da moeda tencionando fugir para o município de Paracatu (MG), informou o Metrópoles. Antes disso, o suspeito descartou roupas usadas durante o atentado, as quais estavam sujas de sangue.

Entretanto, em razão de ser véspera da Sexta-Feira da Paixão, o autor do crime não conseguiu trocar o dinheiro. José Felipe foi preso pela Polícia com uma mochila com diversas peças de roupa.

Prisões

Os dois suspeitos da ação — José Felipe e um jovem de 17 anos — foram presos menos de 24 horas depois do crime.

O delegado Petter Fischer Ranquetat apontou, durante entrevista coletiva, que a dupla visualizou o jornalista como uma potencial vítima e decidiu assaltá-lo. Antes da ação, os dois teriam utilizado uma grande quantidade de rohypnol.

Ao se aproximarem de Gabriel, o adolescente aplicou um golpe mata-leão, imobilizando a vítima pelo pescoço, enquanto José Felipe desferia as facadas. A dupla fugiu com celular e carteira do jornalista, com R$ 250. Os objetos foram deixados na rua após retirada do dinheiro.

Conforme o G1, José Felipe foi transferido para a Penitenciária da Papuda nessa terça (19), e o adolescente apreendido está sob custódia da Vara da Infância e da Juventude. A internação provisória dele foi decretada por 45 dias.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil