Jornalista Gabriel Luiz volta à UTI para tratar bacterinemia

Mãe do repórter e editor disse que ele deve receber alta do leito de alta complexidade neste sábado (30)

gabriel luiz
Legenda: Jornalista foi vítima de uma tentativa de latrocínio no último dia 14 de abril
Foto: Reprodução

O jornalista Gabriel Luiz, repórter e editor da TV Globo Brasília, que foi esfaqueado e está internado desde o último dia 14 de abril, retornou à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nessa quinta-feira (28) para tratar uma bacterinemia.

No entanto, segundo a empresária Cácia Attias, mãe dele, a expectativa é de que Gabriel receba alta do leito de alta complexidade neste sábado (30). "Está sendo medicado e passa bem", diz ela. 

Gabriel está hospitalizado desde o dia em que foi abordado por dois jovens que aplicaram um golpe mata-leão e o esfaquearam com ao menos 10 golpes, próximo à casa dele, no Sudoeste. 

O porteiro do prédio onde mora relatou ter ajudado a socorrê-lo. Ao conseguir chegar à portaria após sofrer golpes de faca, o repórter teria dito: “Me ajude. Eles vão me matar! Eu vou morrer!”. 

Após ser submetido a cirurgia e ficar internado na UTI, ele apresentava avanço no tratamento e chegou a andar pelos corredores da unidade na companhia com o auxílio de um fisioterapeuta.

Tentativa de latrocínio

Os suspeitos do crime foram capturados em menos de 24 horas após o crime. A prisão do adulto, José Felipe Tunholi, foi convertida para preventiva. Ele está no Complexo Penitenciário da Papuda. A Justiça determinou a internação do adolescente por 45 dias.

A Polícia Civil trata o caso como tentativa de latrocínio. Investigadores usaram câmeras de segurança para reconstituir o caminho percorrido pelos suspeitos após o crime.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados