Brasil registra 1º caso de variante Ômicron XE da Covid-19, confirma MS

O paciente infectado é um homem de 39 anos, de São Paulo

Vírus
Legenda: No mundo, já foram 637 casos da variante XE notificados
Foto: Shutterstock

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (6), o primeiro caso da variante Ômicron XE da Covid-19. A mutação é a recombinação das sublinhagens BA.1 e BA.2 da Ômicron e tem potencial para ser mais transmissível que outras da mesma cepa. 

A identificação foi feita pelo Instituto Butantan. Laudo obtido pelo jornal O Globo aponta que a pessoa infectada é um homem de 39 anos, em São Paulo. 

O paciente teve a amostra coletada em 7 de março último. Ele está com esquema vacinal completo e já se recuperou. 

“A pasta mantém o constante monitoramento do cenário epidemiológico da Covid-19 e reforça a importância do esquema vacinal completo para garantir a máxima proteção contra o vírus e evitar o avanço de novas variantes no país”, informou o Ministério da Saúde.  

Sintomas e origem
 

Conforme apuração do jornal, em 17 de fevereiro, o homem relatou coriza, distúrbios de olfato e de paladar, dor de cabeça, tosse, febre e dor de garganta.

O laudo aponta que a “provável origem” é a África do Sul. 

O Instituto Butantan informou que demais detalhes serão repassados em boletim nesta sexta-feira (7). 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados