Terremoto de 8,2 graus de magnitude atinge costa do Alasca e gera alerta de tsunami

Tremor ocorreu 91 km ao sudeste de Perryville

terremoto alasca
Legenda: Nos 90 minutos após ao terremoto foram registrados cinco tremores
Foto: Reprodução/Twitter NWS

Um terremoto de 8,2 graus de magnitude foi registrado durante a noite dessa quarta-feira (28) na costa da península do Alasca. Segundo o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS), que ativou um alerta de tsunami, o tremor aconteceu 91 km ao sudeste do município de Perryville. 

Em um primeiro momento, o sistema de alerta de tsunami dos EUA advertiu que seria possível a ocorrência de "ondas perigosas". Porém, duas horas depois, atualizou a previsão e afirmou que as eventuais ondas não passariam de 30 centímetros. 

Em Kodiak, uma ilha situada frente à costa do Alasca e habitada por cerca de 6.000 pessoas, também foram ativados os alertas de tsunami. A rádio local KMXT informou que nada aconteceu.

Também foi ativado alerta de tsunami para o Havaí, e as autoridades locais pediram aos moradores que se mantivessem afastados da praia. O alerta foi desativado duas horas mais tarde.

Impactos

Nos 90 minutos posteriores ao terremoto foram registrados cinco tremores, o maior deles com magnitude de 6,2, apontou o USGS.

Em outubro do ano passado, um de 7,5 graus provocou ondas de tsunami na costa sul do Alasca, mas não foram registrados danos.

O Alasca fica no "Círculo de Fogo" do Pacífico, uma zona com frequente atividade sísmica e choque de placas tectônicas.

Em março de 1964, a região foi afetada por um terremoto de 9,2 graus, o mais forte já registrado na América do Norte. O tremor devastou Anchorage e provocou um tsunami que atingiu o Golfo do Alasca, a costa oeste dos Estados Unidos e o Havaí.

Mais de 250 pessoas morreram em consequência do terremoto e tsunami.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo