Confira as datas de eclipses, superluas e outros fenômenos astronômicos em 2022

O ano reserva pelo menos três superluas e quatro eclipses

Superlua
Legenda: Os fenômenos astronômicos continuarão agitando os céus em 2022, com vários deles podendo ser avistados do Brasil
Foto: AFP

O ano de 2021 foi marcado por diversos eventos astronômicos, dentre eles, eclipses, superluas e até chuvas de meteoros. Os fenômenos continuarão agitando os céus em 2022, com vários deles podendo ser avistados do Brasil.

Entre os eclipses, quatro acontecerão durante este ano, segundo informações do astrônomo Geovandro Nobre, do canal Observatório Astronômico Rei do Universo, no YouTube. 

No dia 30 de abril haverá um eclipse solar parcial, quando a lua cobre apenas uma parte do sol. Ele será visível em quase todo o sudeste do oceano pacífico e no sul da América do Sul, mas não no Brasil. 

Já o eclipse lunar total acontece em 16 de maio, quando a lua ficará mais escura com tom de vermelho sangue. O fenômeno será visível no Brasil, em toda a América do Norte, além da Groenlândia, oceano atlântico e partes da África ocidental e Europa Ocidental. 

O próximo eclipse solar parcial acontece no dia 25 de outubro, que será melhor visto da Rússia Central e do Casaquistão. Já em 8 de novembro, acontece um eclipse lunar total, o último do ano. Será visível do leste da Rússia, Austrália e Japão.   

Superlua

A primeira superlua do ano acontece no dia 14 de junho, quando estará mais próxima da terra, e a olho nu parecer 30% maior e 14% mais brilhante que uma microlua. 

A seguinte acontece no dia 13 de julho, quando a lua estará com sua face totalmente iluminada e próxima de sua maior aproximação com a terra. A última superlua do ano ocorre em 12 de agosto, com as mesmas características das anteriores. Todas poderão ser vistas do Brasil. 

Chuvas de Meteoros

A primeira chuva de meteoros do ano (Quadrântidas) acontece nos dias 3 e 4 de janeiro, com até 40 meteoros por hora em seu pico. A melhor visualização será após a meia-noite

Em 22 e 23 de abril ocorre a chuva de meteoros Lirídeas, do tipo média, que produz até 20 meteoros por hora e podem produzir rastros de poeiras brilhantes. Nos dias 6 e 7 de maio os céus terão a chuva de meteoros Eta Aquáridas, considerada acima da média com cerca de 60 meteoros por hora em seu pico.

Em 12 e 13 de agosto haverá a chuva de meteoros Perseidas, uma das melhores para se observar por produzir um grande número de meteoros brilhantes, conforme Geovandro Nobre. 

Nos dias 13 e 14 de dezembro ocorre a chuva de meteoros Geminídias, considerada a melhor dos céus, e que produz até 120 meteoros por hora em seu pico. Anualmente, o fenômeno ocorre de 7 a 19 de dezembro,mas o pico de 2022 acontece na noite do dia 13 e madrugada do dia 14. Segundo o astrônomo, a melhor visualização será após a meia-noite.