Veja oito dicas antes de decidir fazer uma reforma em casa

Montar um cronograma, aceitar os atrasos, proteger os móveis: confira orientações que podem ser muito úteis para evitar problemas na realização dos trabalhos.

reforma
Legenda: Para evitar problemas, é importante formalizar tudo por escrito, definir o que será feito, quem fornecerá os materiais, se existem garantias e quais são os prazos nas reformas.
Foto: Banco de imagens

Quando uma pessoa decide reformar uma casa ou um apartamento, existem dois caminhos possíveis: ela pode contratar uma empresa especializada para evitar preocupações ou pode fazer da maneira tradicional (e talvez mais econômica), coordenando tudo sozinha. Se a opção for pelo modo "mão na massa", os especialistas em reformas orientam que alguns cuidados devem ser tomados, antes de iniciar a reforma do imóvel.

Algumas dicas podem parecer mais simples, mas muitas pessoas não prestam atenção nelas, como o cuidado na escolha dos profissionais, estabelecer um orçamento detalhado e a necessidade de participar e supervisionar cada etapa do trabalho. Confira algumas dicas para evitar problemas futuros na reforma do seu espaço:

1. Busque inspirações: antes de transformar o imóvel, é preciso ter alguma ideia do que se deseja mudar. Busque inspirações vendo o que outras pessoas já fizeram, ou mesmo projetos famosos. Há bons sites de imagens e projetos com inspirações para novas ideias.

2. Escolha bons profissionais: dependendo de como será a reforma, será necessário contar com um arquiteto, pedreiro, eletricista, marceneiro, encanador, entre outros. Dessa forma, montar uma equipe com profissionais qualificados e confiáveis vai fazer toda a diferença e, com certeza, evitará muitas dores de cabeça.

3. Formalize o trabalho por escrito: uma das coisas mais difíceis em uma reforma é combinar uma coisa e depois descobrir que algo diferente foi feito, ou então se deparar com cobranças inesperadas no final da obra. Para evitar esse tipo de acontecimento, é importante formalizar tudo por escrito, definir o que será feito, quem fornecerá os materiais, se existem garantias e quais são os prazos.

4. Participe do projeto: a partir do momento em que o projeto está definido junto com o time de profissionais, o proprietário deve acompanhar cada etapa do trabalho. Essa presença e participação é importante para verificar se eles vão consiguir pensar em todas as possibilidades e na melhor forma de executar cada etapa. Com o trabalho em andamento, esteja sempre por perto, para realizar todas as medições necessárias e evitar futuros inconvenientes.

5. Monte um cronograma: estabelecer um cronograma é muito importante. Existem tarefas que devem ser feitas antes de outras, para que o resultado final não seja prejudicado ou ainda para que não tenha que refazer a obra.

6. Esteja preparado para viver com a obra: se a obra do vizinho já incomoda, imagina quando ela acontece na sua casa. Proteja seus móveis e tente cobri-los da melhor forma possível, para que partículas de poeira e gotas de tinta não causem danos. Também é importante colocar proteção no piso, nas paredes, portas e janelas. E por fim, acostume-se com o barulho, trata-se de um mal necessário.

7. Aceite que os atrasos acontecem: não se desespere, os atrasos são esperados em todas as obras. É comum um cano estourar, uma entrega atrasar, um pedreiro ficar doente. Por isso, mude o planejamento e adapte-se a ele.

8. Planeje a limpeza: ao final de uma reforma, a primeira coisa que você irá notar é a sujeira que não será pouca. Você mesmo pode limpar, mas será trabalhoso e demorado. A recomendação é deixar com os profissionais. Uma empresa especializada em limpeza pós-obra, com os produtos certos para cada material, será capaz de fazer uma limpeza muito mais minuciosa.