Veja quem está de malas prontas para se filiar ao União Brasil no Ceará

O pedido de fusão do novo partido foi autorizado pela Justiça Eleitoral

Legenda: Futuros filiados não precisam esperar a janela partidária, já que o União Brasil é um novo partido
Foto: Reprodução/Instagram

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nessa terça-feira (8) a fusão entre DEM e PSL que criou o União Brasil – agora o partido mais poderoso do País.

O UB terá a maior bancada de deputados federais (81), sete senadores e três governadores. O novo grupo é fragmentado entre lideranças de centro-direita.

Com a criação da nova legenda, uma série de movimentações partidárias deverá ser vista nos próximos dias. No Ceará não será diferente.

Antes mesmo da aprovação da Justiça Eleitoral, já tinha liderança política na fila para ingressar no partido às vésperas das eleições de outubro.

Mesmo disputado por lideranças da base do governador Camilo Santana (PT) e da oposição, liderada por Capitão Wagner (Pros), são os nomes que construíram a trajetória política na oposição ao grupo de Ciro Gomes que tomaram a dianteira para ocupar as fileiras da sigla.

Em entrevista ao Ponto Poder, no dia 1º deste mês, o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, anunciou que ele e a filha, deputada estadual Fernanda Pessoa, estão de saída do PSDB e que devem assinar a ficha de filiação do União Brasil.

O principal motivo é o desejo de estar ao lado de Capitão Wagner na disputa pelo Governo do Estado, já que a aliança entre os tucanos e o ex-capitão da Polícia Militar é algo, hoje, improvável.

Nos bastidores é dado como certo o ingresso do deputado estadual Heitor Férrer (SD) na nova agremiação. À coluna, no entanto, o parlamentar declarou que ainda não sabe qual partido deverá ingressar, e que sobraram poucas opções.

Outro nome que já foi sondado por Wagner foi o do deputado Apóstolo Luiz Henrique (PP). O deputado avalia mudar de partido e teve encontro com pré-candidato da oposição no início deste mês. A decisão, no entanto, segundo o pastor, ficará para março já que há diálogo com outras lideranças partidárias.

Veja quem são os nomes 

  • Roberto Pessoa (PSDB) - Prefeito de Maracanaú
  • Fernanda Pessoa (PSDB) - Deputada estadual
  • Firmo Camurça (PSDB) - Ex-prefeito de Maracanaú
  • Lúcio Alcântara (PSDB) - Ex-governador
  • Vaidon Oliveira (Pros) - Deputado federal 
  • Felipe Mota - Chefe de gabinete de Caucaia
  • Argemiro Sampaio (PSDB) - Ex-prefeito de Barbalha
  • Caetano Neto (PSB) - Ex-candidato à prefeitura de Aracati

 

União Brasil na oposição?

Capitão Wagner tem assegurado aos aliados que o partido deve mesmo ficar nas mãos dele para fortalecer a oposição. É o ponto de convencimento para as novas "adesões".

A nova legenda, que se consolida como a maior do País em número de parlamentares na Câmara dos Deputados, passa a ter a maior fatia do Fundo Partidário que fará diferença nas eleições.

Comandando o DEM no Ceará nos últimos anos, o senador em exercício, Chiquinho Feitosa, que é aliado dos irmãos Ferreira Gomes, tem sido procurado para falar no assunto, mas não quis se pronunciar.

O fato é que a inclinação de nomes oposicionistas para integrar o novo partido pode passar um recado claro: o de que o União Brasil pode mesmo ficar com o grupo oposicionista.



Assuntos Relacionados