Polo Químico de Guaiúba pode ter liberação da segunda etapa antecipada para o primeiro semestre

Perspectiva foi apresentada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Evando Leitão, durante inauguração oficial do empreendimento

Empresa IntraPlast, no Polo Químico de Guaiúba
Legenda: Polo deverá receber investimento total de R$ 150 milhões e abrigar 24 indústrias do segmento, gerando mais de 2 mil empregos diretos
Foto: Fabiane de Paula

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão, indicou que o Governo do Estado poderá antecipar a liberação da segunda fase do Polo Químico de Guaiúba para este semestre, considerando um prazo até o início de abril. A perspectiva foi celebrada pelos empresários que estiveram na inauguração oficial do empreendimento e da primeira empresa instalada no local, a IntraPlast.

Durante a apresentação do Polo, que deverá receber um investimento total de R$ 150 milhões e abrigar 24 indústrias do segmento, gerando mais de 2 mil empregos diretos, Leitão comentou que o Estado poderá tentar acelerar o processo de liberação da segunda etapa. A iniciativa poderia liberar uma nova área de terreno e ampliar as possibilidades de atração de negócios. 

O prazo até o início do abril ainda possibilitaria a presença do governador Camilo Santana no evento de inauguração, já que o chefe do Executivo estadual deverá se licenciar do cargo para disputar as eleições deste ano. Há uma expectativa de que o governador do Estado se candidate ao Senado Federal. 

A perspectiva foi celebrada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante, que enalteceu o trabalho da administração pública e a disposição apresentada ao diálogo para atender as demandas da iniciativa privada. 

Legenda: Evandro Leitão indicou que Estado pode antecipar liberação de segunda etapa do Polo Químico de Guaiúba
Foto: Fabiane de Paula

"Eu acredito que pode acontecer porque eu sou otimista, e quem é otimista está aqui. Eu acredito porque quem vai gerar emprego é o comércio, é a indústria, o serviço e a agropecuária, então a gente tem de entender que essas cadeias que fazem a economia funcionar. Eu vejo a boa vontade do Governo do Estado sempre, do município de Guaiúba, e eu acredito muito, até porque o Ceará, pela história, a gente tem tido essa preocupação de resolver as preocupações em conjunto", disse.  

Caso, a antecipação não aconteça, a inauguração da segunda etapa deverá ficar para o segundo semestre deste ano. 

Financiamento e projeto

Enquanto a confirmação não sai, o Polo Químico de Guaiúba se prepara para garantir recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para uma estruturação de uma sede do Instituto Orbitar. Em parceria com a Fiec, os gestores deverão enviar um projeto à instituição para garantir 75% da verba destinada ao local. 

Além disso, o Polo se prepara para o início das obras de infraestrutura, que deverão ser tocadas pelo Governo do Estado. 

Veja como deverá ficar o projeto: 

Legenda: Projeto do Polo Químico de Guaiúba
Foto: Divulgação

Legenda: Projeto do Polo Químico de Guaiúba
Foto: Divulgação

Legenda: Centro de apoio ao caminhoneiro do Polo Químico de Guaiúba
Foto: Divulgação

Legenda: Projeto do Polo Químico de Guaiúba
Foto: Divulgação

Legenda: Projeto do Polo Químico de Guaiúba
Foto: Divulgação