Ceará projeta mais de R$ 110 milhões para futebol e maior orçamento da história em 2022; veja valor

Projeção orçamentária foi aprovada por unanimidade pelos conselheiros

Jogadores do Ceará abraçados comemoram gol marcado
Legenda: Ceará vai jogar a Copa Sul-Americana pelo 2º ano seguido
Foto: Kid Junior/SVM

Se preparando para disputar a Série A do Campeonato Brasileiro pelo 5º ano consecutivo, um recorde entre os times cearenses, o Ceará terá um orçamento recorde na temporada 2022. Na noite desta terça-feira (28), os conselheiros do clube aprovaram, por unanimidade, a projeção orçamentária do clube para o ano que vem, documento ao qual a Coluna teve acesso e detalha aqui.

Será o maior valor da história do clube e também do futebol cearense, com receita bruta estimada em R$ 163.868.553,99 e receita operacional líquida de R$ 153.176.391,88 (após descontos de impostos). As principais fontes de arrecadação previstas estão entre direitos de transmissão (R$ 69,9 milhões), sendo que são R$ 66,7 milhões apenas pela participação na Série A.

Um detalhe que chama atenção: a venda de atletas já é o 2º item que o Ceará mais projeta faturar em 2022, com uma estimativa de R$ 26 milhões, correspondente a 16% de toda a receita bruta.

Isso mostra que o clube tem sido um bom revelador/vendedor de jogadores, sobretudo para o mercado do exterior. As recentes vendas de Saulo Mineiro, do volante Charles e do atacante Rick comprovam isso.

Há, também, a projeção de uma boa arrecadação com bilheterias, premiações e participações em competições. Cada item deve render R$ 16,4 milhões, com estimativa total de R$ 32,8 milhões nos dois. O programa de sócio-torcedor vem logo atrás, com estimativa de R$ 16 milhões. Para isso, é fundamental que o clube consiga alcançar as metas estabelecidas.

INVESTIMENTO NO FUTEBOL

Tiago Nunes comemora gol marcado pelo Ceará
Legenda: Com Tiago Nunes, Ceará terá investimento recorde no Departamento de Futebol
Foto: Kid Junior/SVM

O total de despesas no ano está estimado em R$ 153.086.562,42, com o resultado previsto de superávit de R$ 89.829,46.

Carro-chefe do clube, o Departamento de Futebol terá pesado investimento e receberá mais de R$ 110 milhões. As despesas com o futebol profissional estão estimadas em R$ 111.802.292,51, totalizando 72,9% de todas as despesas do clube na temporada.

O Alvinegro detalha o valor da "Despesa com Pessoal", que envolve vários setores do Departamento de Futebol: Atletas, Gerência, Supervisão e logística, Comissão técnica, Preparação física, Preparação de goleiro, Análise de desempenho, DM, Fisioterapia, Massoterapia, Fisiologia, Nutricionista, Rouparia, Nutrição, Psico-Social, Lavanderia.

O valor previsto de despesas com todos estes pagamentos no ano é de R$ 69.935.392,50, que dá uma média de R$ 5,8 milhões por mês.

Vale lembrar que a projeção orçamentária não é um documento que necessariamente precisa ser seguido à risca. É um planejamento que prevê receitas, investimentos, custos e despesas, com um panorama na situação financeira do clube para a temporada e direcionando a tomada de decisões.

A evolução orçamentária do Ceará reflete tanto o bom desempenho esportivo que o clube teve como o crescimento e consolidação que o Alvinegro tem tido fora das quatro linhas, com a gestão responsável e equilibrada do presidente Robinson de Castro, que seguirá na presidência por mais três temporadas.