Sobrevivente de tragédia da Chapecoense sai com vida de novo acidente grave

O mecânico saiu do acidente com ferimentos no joelho e arranhões nas costas e se encontra estável

Erwin
Legenda: Erwin é um dos seis sobreviventes do acidente aéreo envolvendo time do Chapecoense em 2016
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Erwin Tumiri, mecânico de aviões que esteve no acidente da Chapecoense em 2016 e sobreviveu, saiu com vida de outro acidente grave nesta terça-feira (2). Vinte e uma pessoas morreram e 30 ficaram feridas em queda de um ônibus na Bolívia.

"Ele está estável, graças a Deus. Mais uma vez ele foi salvo. Eu estava muito preocupada. (...) Me sinto feliz pelo meu irmão. Ele está com ferimentos no joelho e arranhões nas costas, está com um corte que vai ser suturado", comentou a irmã de Erwin, Lucía Tumiri, a um jornal boliviano.

Veículo que levava 45 passageiros caiu de uma altura de 150 metros na região de Cochabamaba, conforme autoridades da Bolívia. As informações são do portal Uol. 

Acidente da Chapecoense

Erwin foi um dos seis sobreviventes da tragédia que matou 71 pessoas. A Chape estava a caminho da final da Copa Sul Americana, que ocorreria dia 29 de novembro de 2016, dia do acidente. O mecânico de aviões foi um dos primeiros a ter alta. 

O acidente ocorreu quando a aeronave se aproximava de Medellín, no noroeste da Colômbia, segundo fontes oficiais. Por volta das 22h (horário local), a aeronave contatou a torre de controle da Aeronáutica Civil para informar que estava em emergência devido a falhas elétricas, entre as cidades de Ceja e Unión.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte