Riamburgo Ximenes, ao lado de Flávio França, vence mais uma vez no RN

O piloto cearense venceu a competição de rally RN 1500, disputada em terra potiguar

O domingo nasceu quente, sufocado. Era dia de enfrentar o Seridó potiguar, terra peculiar. A Caatinga é para os fortes, tem beleza rara, ainda mais em tempos de chuva quando o sertão fica verde e florido. É exatamente nesse período que as chuvas transformam a região, e o perigo para quem acelera aumenta. As trilhas estreitas, muitas vezes em meio à vegetação, são apertadas e repletas de curvas travadas e obstáculos. No caminho, não faltam pedras, abismos, troncos e mourões, fora o alto desafio a cada trecho superado.

Riamburgo Ximenes, ao lado do navegador Flávio França, precisava tirar quatro minutos do principal concorrente no UTV. A diferença de tempos entre os top 5 do grid estava apertada. Foi então que a vitória veio. Por 17 segundos, a dupla venceu a especial do dia e, no acumulado, cravou exatos 4min48seg no resultado geral sobre a dupla Henrique Gutierrez e André Munhoz.

O show de pilotagem foi atrelado à celebração mais que especial do aniversário de 50 anos do navegador, que levou o seu 1º título do RN 1500. Enquanto isso, Riamburgo comemorava o 8º título na competição, agora campeão no UTV. "Foi uma vitória fantástica por toda a emoção envolvida. O presente que essa vitória significa para Flavinho e nossa dupla. E tudo isso com um grid de altíssimo nível técnico e com representantes de todo o País", descreve o piloto.

No quadriciclo, o RN1500 recebeu apenas três competidores, todos cearenses: Giovanni de Castro, George Ximenes e Geison Pinheiro. E por incrível que pareça, no último dia, todos tiveram problemas.

Geison sofreu um acidente e teve que abandonar a etapa, George quebrou o pivô da sua suspensão, terminou a prova se arrastando e não completou a etapa dentro do tempo máximo previsto. Já Giovanni perdeu a roda traseira, mas conseguiu completar a etapa na raça. Entre perdas e danos, venceu Giovanni.

Nos carros, vitória dos brasilienses Mauro Shenekember e Filipe Bianchini, com Marcos Moraes e Fábio Pedroso em 2º lugar. Nas motos, levou a melhor o gaúcho Gregorio Caselani, que faturou o tricampeonato do RN 1500 na classificação geral das motos e na categoria Super Production.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte