Marcelo Paz fala sobre renovação de Boeck no Fortaleza: "Análise vai ser próxima do fim do contrato"

Presidente do clube afirmou que o goleiro é ídolo da torcida e está no time desde 2017

Legenda: Marcelo Boeck tem mais de 100 jogos com a camisa do Fortaleza
Foto: divulgação / Fortaleza

O Fortaleza vai avaliar a renovação do goleiro Marcelo Boeck apenas no fim da temporada. Ídolo da torcida, o arqueiro de 35 anos tem contrato até dezembro e está no time desde 2017. O presidente Marcelo Paz ressaltou que, apesar dos status, o atleta será tratado como qualquer outro do elenco.

"Gosto muito dele como pessoa e acho um bom goleiro, mas a análise vai ser próxima do fim do contrato, não só para ele, mas para todos os outros", revelou o dirigente em entrevista ao Debate Jogada nesta terça-feira (23).

No elenco tricolor, o jogador soma 115 exibições, foi importante na saída da Série C e possui três títulos: Campeonato Cearense, Série B do Brasileiro e Copa do Nordeste. Então titular, perdeu espaço no último ano após a chegada de Felipe Alves - peça indicada por Rogério Ceni. Paz reforçou que a decisão sobre a sequência do goleiro será tomada visando o bem do clube.

Legenda: No esquema de Ceni, o goleiro participa mais da partida e atua com os pés
Foto: Camila Lima / SVM

"Eu sei que o Boeck é um ídolo, um grande atleta, da contribuição dele para o Fortaleza, mas eu tenho que tratar todo mundo igual e muitos vão terminar o contrato em dezembro e a gente vai avaliar todos para o bem do Fortaleza. A gente pensa no bem da instituição e as pessoas são importantes. Quero lembrar que eu renovei o contrato do Boeck por três anos, quando terminou a Série C em 2017 ia encerrar. Estamos cumprindo com tudo, se está jogando ou não isso é do futebol e ele é muito profissional, quem escala é o treinador, nem vou entrar nesse mérito", apontou.

Em 2020, Boeck entrou em campo uma vez: vitória diante do Caucaia por 1 a 0, na estreia do Fortaleza pelo Campeonato Cearense, dia 28 de janeiro. Na posição, o time conta ainda com Max Walef e Kennedy, ambos oriundos da base.