G-8 vira realidade na Série A e amplia chances de Ceará e Fortaleza na Libertadores 2022; entenda

O cenário pode ser ainda mais positivo, com possibilidade de G-9, até o fim da temporada

Imagem em detalhe da Taça Libertadores
Legenda: A Libertadores é o principal torneio de clubes do continente sul-americano
Foto: divulgação / Conmebol

O domínio do futebol brasileiro no cenário sul-americano tem impacto direto na próxima temporada: com uma final nacional na Taça Libertadores e possibilidade na Copa Sul-Americana, a Série A cria o G-8 na tabela. Assim, mais vagas internacionais são distribuídas, aumentando as chances de Ceará e Fortaleza.

Finais dos torneios da Conmebol em 2021:

  • Libertadores: Flamengo x Palmeiras
  • Sul-Americana: Bragantino x Athletico-PR ou Peñarol-URU

O fenômeno ocorre porque as equipes que avançam nos torneios do continente, muitas vezes, se asseguram na competição no ano seguinte. Como essa hegemonia também se reflete na Série A, em que as mesmas equipes ficam nas primeiras colocações, a margem de classificação se expande.

Posição dos representantes nacionais no Brasileirão:

  • Palmeiras: 2º, com 38 pontos
  • Flamengo: 4º, com 35 pontos
  • Bragantino: 5º, com 33 pontos
  • Athletico-PR: 9º, com 30 pontos

Bruno Henrique comemora gol pelo Flamengo
Legenda: O Flamengo eliminou o Barcelona de Guayaquil, do Equador, e avançou para a final da Libertadores
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

O cenário pode resultar em um feito inédito na história do futebol cearense: Vovô e Leão participando de eventos da Conmebol no mesmo ano. No âmbito recente, o time tricolor foi para a Sula em 2020, enquanto o plantel alvinegro esteve em 2021. A Libertadores, o sonho inédito, também é possível.

Na tabela atual, o time comandada pelo argentino Juan Pablo Vojvoda está na 3ª posição, com 36 pontos. Já o clube do recém-chegado Tiago Nunes aparece em 11º, com 28. Abaixo, listo as chances de classificação de ambos, com dados da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Chances do futebol cearense em torneio internacional:

Fortaleza

  • Libertadores: 69,1%
  • Sul-Americana: 28%

Ceará

  • Libertadores: 10,7%
  • Sul-Americana: 44,2%

Chance de G-9

No cenário mais positivo para o futebol brasileiro, a Série A iria classificar os nove primeiros colocados da tabela (G-9) na Libertadores, além do 10º ao 14º na Sul-Americana (G14). Na atual temporada, há possibilidade dessa configuração ser adotada após os torneios em andamento.

Isso porque há uma final brasileira na Libertadores, um clube nacional na decisão da Sul-Americana e os semifinalistas da Copa do Brasil no top-10 do Brasileirão até o momento. As três competições oferecem uma vaga direto ao campeão para a fase de grupos da Libertadores de 2022.

Logo, caso os times se mantenham na parte alta da tabela na 1ª divisão - que também oferece vagas na competição - o índice de classificados seria ainda maior. Em 2019, por exemplo, o Flamengo venceu a Libertadores e a Série A.

Nessa configuração, Ceará e Fortaleza estariam muito próximos da Libertadores. Com times competitivos, podem seguir margem positiva de pontuação para subir (ou manter) posições.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte