Futebol do Rio protagoniza retorno controverso e tem jogos adiados

Campeonato Carioca é mantido, mas jogos de Flu e Bota são suspensos até o dia 25 de junho após início controverso na quinta-feira. No Ceará, os times voltam a treinar e miram que o Estadual recomece no próximo mês

Legenda: O Campeonato Carioca retornou na última quinta feira com o Flamengo em campo, mas cercado de polêmicas
Foto: MAURO PIMENTEL / AFP

O futebol retornou no Brasil, mas não sem polêmica. Na última quinta-feira, apesar de mais de 1 milhão de casos de Covid-19, com mais de 50 mil óbitos, o Campeonato Carioca retornou com a vitória do Flamengo diante do Bangu por 3 a 0, na última quinta-feira, a primeira partida na América do Sul desde as indicações da Organização Mundial (OMS).

Só que, ontem, o Estadual do Rio de Janeiro teve jogos adiados por medida decretada no Diário Oficial do Município pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella. Ele determinou que os jogos de Fluminense e Botafogo não aconteçam até o dia 25 de junho.

No primeiro decreto, Crivella havia suspenso todos os jogos, mas voltou atrás, afirmando ser apenas os de Fluminense e Botafogo. De acordo com o documento da Prefeitura do Rio, a decisão tem objetivo de adequar "os protocolos sanitários apresentados pelas federações esportivas ao protocolo sanitário municipal". Diz ainda que serão necessárias "inspeções prévias nos centros de treinamento para verificação do cumprimento do protocolo sanitário".

O próprio Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) emitiu ofício ao Ministério Público denunciando o Flamengo por descumprir medidas de prevenção no jogo passado.

Assim, os jogos hoje entre Vasco e Macaé, às 16h, em São Januário, e Madureira e Resende, às 15h45, em Conselheiro Galvão, estão mantidos.

No Carioca, os times com centro de treinamento fora do Município do Rio terão de apresentar, até 25 de junho, relatório de inspeção sanitária do órgão municipal competente. O documento diz ainda que, para o retorno das atividades esportivas, as entidades terão de se submeter, por ofício, a entidades sanitárias da Prefeitura.

Freio

A decisão de Marcelo Crivella é um freio na retomada do futebol brasileiro, liderada pelo Flamengo, Vasco, clubes menores e Federação Carioca de Futebol (Ferj), e uma vitória de Fluminense e Botafogo.

Ambos haviam entrado com ação no Tribunal de Justiça Desportiva para não atuar até o dia 25 e o pedido foi indeferido. Eles ameaçavam ir à Justiça comum para mudar as datas de seus jogos dos dias 22 e 25 de junho para 1º e 4 de julho. Com o decreto de Crivella, Botafogo e Fluminense não correm riscos de jogarem nas datas programadas pela Federação Carioca de Futebol. A dupla iniciou os treinamentos nesta semana.

Retomada

No debate, o Estado do Ceará segue com retorno gradual, apesar de ser o nordestino mais avançado no âmbito esportivo. Enquanto Pernambuco e Bahia finalizam protocolos, os times cearenses têm autorização para atividades presenciais desde o dia 1º de junho. Dentro de um plano de reabertura da economia, Vovô e Leão buscam viabilizar jogos a partir de 6 de julho, antecipando um retorno, já que o futebol no Estado estaria liberado a partir do dia 20.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados