Flamengo demite analista de mercado após áudio vazado com críticas a Ceni

No áudio, de cerca de três minutos, Drummond não poupa críticas ao treinador, como indicações de jogadores, que segundo ele, teria pedido cinco atletas do Fortaleza

Legenda: Rogério Ceni está pressionado no Flamengo após duas derrotas e foi alvo de críticas de analista do clube
Foto: Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

O analista de mercado Roberto Drummond foi demitido do Flamengo após vazamento de áudio com críticas ao técnico Rogério Ceni. No áudio, de cerca de três minutos, Drummond não poupa críticas ao treinador. O funcionário ainda destaca a postura no dia a dia e as indicações de jogadores como fatores negativos de Ceni, classificando ainda o ex-goleiro como "uma pessoa ruim".

Segundo ele, o técnico teria pedido cinco atletas do Fortaleza e que, "até hoje, a força a barra com um". O conteúdo foi revelado inicialmente pelo "GE".

O analista também diz que Ceni não tem respaldo da diretoria rubro-negra e afirma não entender por que o treinador ainda não foi demitido.

Confira a transcrição do áudio:

"Não consigo entender. Estou sendo bem sincero. Achei que ele ia cair ontem, achei que ia cair contra o Fluminense. O cara não cai. Não sei por quê.
(...) A gente vai sangrar em uma competição, tomara que não seja a Libertadores, para tirar ele. Ou perder para a Chapecoense no fim de semana, o que é improvável, mas poderia ser. Cara, ele é uma pessoa ruim. Não tem outra definição. É uma pessoa ruim. O cara é perdido, faz merda, critica departamentos. Ele não tem respaldo do pessoal de cima, deixa ele meio perdido aqui. Mas ele está lá há quase um ano já, ele nunca se interessou em sentar com o pessoal da análise de desempenho, que são os caras de tática e tal, para ver quais são os processos, o que que faz.

Ele nunca se interessou em sentar no nosso departamento, virar e falar: "Gente, estou precisando de pessoas, de jogadores, de um cara assim, o que vocês tem? Me ajudem".
Ele só chega para a gente e fala assim: "Eu quero um jogador do Fortaleza". A gente vira e fala que tem um melhor. Ele já pediu cinco, se não me engano. Até hoje ele força a barra com um"

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados