Ferroviário faz inspeção no Domingão e denuncia condições precárias do estádio

Newton Filho, presidente do Tubarão da Barra, alegou que o local está "sem a menor condição de receber jogo oficial"

Legenda: Gramado do Domingão
Foto: Reprodução/Ferroviário

A decisão da CBF de transferir os jogos do Ferroviário da Arena Castelão para o estádio Domingão, em Horizonte, não agradou o clube. Sobretudo pela condição do estádio horizontino. O Tubarão da Barra foi até a praça esportiva para realizar visita técnica na manhã desta segunda-feira (21), e deparou-se com uma situação "sem a menor condição de receber jogo oficial", como definiu o próprio presidente coral, Newton Filho.

Na ocasião, foi possível perceber que o equipamento está sendo utilizado como uma espécie de depósito, armazenando cadeiras e armários, inclusive com os vestiários ocupados, impossibilitando o uso.

O gramado apresenta péssimas condições. Além disso, as torres de iluminação estão todas sem refletores.

Em contato com a reportagem, o presidente coral, Newton Filho, afirmou que o clube tomará medidas para que a partida não seja realizada no Domingão.

"Vamos ingressar com uma ação no STJD através do advogado Dr. Marcelo Jucá do Rio de Janeiro.  Na vistoria que o clube realizou hoje pela manhã no estádio foi informado por funcionários da Secretaria de Esportes do município que não houve vistoria da CBF. Ocorreu apenas a visita de um funcionário da FCF. Funcionário esse sem qualificação técnica para esse tipo de vistoria", disse.

Além disso, Newton afirmou que a atual situação gera preocupação sanitária.

"A situação relatada impede uma higienização adequada em tempos de pandemia obedecendo os protocolos de segurança da própria CBF. Com secretarias funcionando no estádio. Ou seja, podendo ocorrer trânsito de funcionários para trabalhar em meios as partidas".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte