Caso Luva de Pedreiro: empresário se defende e diz que jovem receberá R$ 2 milhões em julho

Allan Jesus explicou as polêmicas envolvendo as finanças do influencer

Luva de Pedreiro mostra bola em campo
Legenda: Luva de Pedreiro se popularizou com vídeos de futebol em um campo de terra na Bahia
Foto: reprodução

O empresário Allan Jesus, que presta serviços para Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, se defendeu nesta quinta-feira (23) e explicou as polêmicas envolvendo a situação financeira do influencer. Nos últimos dias, o jornalista Léo Dias, do Metrópole, divulgou que o jovem de 20 anos morava no interior da Bahia, apesar do sucesso nas redes sociais, e que tinha apenas R$ 7,5 mil na conta.

O agente, da AJS Consultoria, afirmou que Iran receberá R$ 2 milhões em julho após as ações de publicidade. Allan também afirmou que o influenciador tem duas contas pessoais e uma jurídica, junto da empresa, que recebe os valores dos trabalhos para permitir mais transparência aos sócios.

Até o presente momento os contratos de publicidade ainda não foram pagos. Antes da nossa empresa ser aberta e ter uma conta jurídica, o Iran tinha feito um acordo informal com uma agência onde gravaria alguns vídeos no TikTok. Naquele momento, o valor foi de R$ 20 mil. Como ainda não existia essa conta jurídica, o valor foi depositado na conta da ASJ Consultoria
Allan Jesus
Empresário do Luva de Pedreiro

Na nota, o empresário afirmou que contratou uma auditoria para avaliar todos os contratos entre as partes. O jornalista Léo Dias ainda divulgou que o vínculo tem multa rescisória de R$ 5,2 milhões.

Casa sem reforma

Nas redes sociais, fãs do Luva de Pedreiro questionaram o fato do jovem manter uma vida muito humilde, apesar do sucesso nas redes sociais, com 16,9 milhões de seguidores no Instagram, por exemplo. Iran segue morando no município de Quijingue, no interior com o Bahia, na mesma casa.

A residência nunca foi reformada pelo influenciador. Sobre o tema, Allan Jesus disse que aguarda um projeto arquitetônico para a reforma. “Em abril desse ano, eu entrei em contato com uma arquiteta e a convidei para o projeto. Desde então, estão negociando com uma marca global onde estava sendo acordado a construção da nova casa do Iran. Bem como todas as melhorias do imóvel”, destacou.

Por fim, o empresário reforçou que todas as ações são legítimas e dentro da lei. Luva criou bordões como "Siiii", "Receba" e "Graças a Deus Pai". Em um campo de terra, se popularizou mostrando habilidade nas finalizações.

Veja a resposta de Allan Jesus, agente do Luva de Pedreiro

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados