Com lesão de Roger Carvalho, Zé Ricardo espera reforço de um zagueiro: "Estamos avaliando a lista"

Zagueiro se machucou no lance do gol do Internacional

Legenda: Zé Ricardo foi bem participativo no banco de reservas, orientando sua equipe
Foto: Foto: Kid Junior

Em coletiva após a derrota po 1 a 0 para o Internacional, o técnico do Fortaleza, Zé Ricardo, avaliou o desempenho da equipe durante a partida deste sábado (17), na Arena Castelão, pela 15ª rodada do Brasileirão. 

"Primeiro tempo fomos muito bem. Não aproveitamos as oportunidades que tivemos. No segundo tempo demos espaços, não suportamos a pressão. Inter ficou mais com a bola. No lance do gol, perdemos a posse, esperamos falta no Roger, que não foi marcada e acabamos levando o gol. Não voltamos no ritmo que estávamos. Inter trocou com Nonato como primeiro volante e Rithely mais à frente. Junto a isso e nossa falta de pressão, Internacional foi melhor no segundo tempo. Pelo menos um empate seria mais justo", disse o treinador.

Com a queda de intensidade na segunda etapa, o gol veio e com ele a raiva da torcida no estádio. Zé acredita que a falta de apoio influenciou negativamente o time em campo além da falta de ímpeto ofensivo.

"A decepção do torcedor é como a nossa. Sentimos que a torcida tava empurrando e isso ajudou bastante. No segundo tempo ela ficou impaciente, o que é normal. Acabamos perdendo a confiança de pressionar. A ideia é que tenhamos uma equipe vibrante para que possamos fazer frente a todos os adversários", contou o comandante tricolor.

O zagueiro Roger Carvalho saiu de campo machucado após cair em disputa de bola com Parede durante o lance do gol. O atleta foi substituído por Derley mas a falta de opções defensivas preocupa comissão técnica. O técnico espera que um reforço venha durante esta semana para o Pici, algo que Rogério Ceni já pedia.

"Já era uma carência antes. Presidente já estava avaliando nomes. Nessa semana teremos tranquilidade pra esfriar a cabeça e trazer o jogador certo. O clube tem um centro de análise bem estruturado. Estamos avaliando a lista dos atletas", disse Zé.

O próximo oponente no Campeonato será o Santos, no domingo (25), às 16h, uma das melhores equipes da competição. Zé Ricardo espera uma maior concentração fora de casa para não ceder à pressão adversário e impor melhor o jogo do Tricolor de Aço.

"Temos que estar na nossa plenitude. Sabemos que o Santos está numa evolução grande. Gostaria que o Fortaleza tivesse a mesma maneira de jogar tanto dentro quanto fora de casa. Temos que ir lá com ambição. Se pensarmos só em nos defender, vamos facilitar o trabalho deles. Temos que pensar em pressionar e atacar, senão nos machucamos", falou o técnico.