Ceará visita o Bahia para manter bom retrospecto e subir na Série A

A partida ocorre hoje, às 19h, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 24ª rodada da Série A. Reedição da final da Copa do Nordeste, clássico pode ampliar invencibilidade alvinegra no confronto e significar salto na tabela

Legenda: Ceará e Bahia protagonizaram encontros pela Série A e Copa do Nordeste, crescendo a rivalidade que já é histórica
Foto: FOTO: KID JUNIOR

Com duas partidas de invencibilidade na Série A, incluindo goleada contra o Vasco, o Ceará visita o Bahia mais uma vez na temporada e pode saltar na tabela da competição. A partida ocorre hoje, às 19 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 24ª rodada. A Rádio Verdes Mares transmite o confronto ao vivo, com tempo real do Diário do Nordeste.

No tempero do clássico nordestino, o déjà vu de boas lembranças. Além do título invicto da Copa do Nordeste frente ao tricolor baiano, uma sequência de seis partidas sem ser superado - em cálculo desde a última temporada.

O retrospecto pesa no confronto, ampliando caráter decisivo no Brasileirão. Com 29 pontos, uma vitória deixa o time em 9º colocado. É manutenção da confiança, briga firmada no G-10 e maior margem de distância da zona de rebaixamento.

Os elementos são suficientes para buscar a melhor atuação possível fora de casa. Em todos os confrontos com Guto Ferreira à frente do Vovô, gols marcados nos compromissos: seis contra dois.

Na formação, expectativa para manutenção do 4-2-3-1. Sem Felipe Vizeu, que está no departamento médico, a tendência é seguir com Cléber como centroavante. Natural de Salvador/BA, o atleta marcou nos três compromissos que fez contra o Bahia.

"Foram três jogos pela Copa do Nordeste e um pelo Brasileiro. O Bahia é um adversário que sempre nos impõe muita dificuldade, mas que a equipe tem conseguido fazer bons jogos. Espero que a gente possa manter o retrospecto e saia de campo com um ótimo resultado", ressaltou.

Para a partida, a comissão técnica não contará com os volantes William Oliveira, em transição depois de cirurgia no joelho, e Charles, que se recupera de trauma sofrido no pé direito. Em contrapartida, o zagueiro Pagnussat e o meia Fernando Sobral retornam após cumprir suspensão.

As dúvidas residem no bom desempenho dos substitutos. Naressi, com chance no meio-campo, balançou as redes na rodada anterior. Na defesa, Klaus teve atuação segura. Assim, certa é a presença do goleiro Richard no setor, deixou Prass no banco e participou de duas partidas.

O mesmo serve para Vina, artilheiro da equipe no ano com 17 gols marcados. Em tempo, vale ressaltar a sequência do calendário em dezembro: o Bahia abre os compromissos, depois há Atlético/GO, Fortaleza e Santos.

Bahia

O time baiano chega para o duelo cheio de desfalques, mas com retorno do técnico Mano Menezes, recuperado da Covid-19. Participando também da Copa Sul-Americana, o time entra em campo após retornar da Argentina, onde eliminou o Unión Santa Fé nas oitavas.

O elenco registra quatro atletas com teste positivo: Matheus Claus, Juninho Capixaba, Zeca e Ronaldo. O grupo é acompanhado pelo lateral Matheus, o atacante Élber e Anderson Martins, todos no DM e aguardando avaliação física.

O centroavante Gilberto segue como esperança de gols da equipe. Pelo Brasileirão são cinco marcados.

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte