Adilson Batista lamenta derrota e elogia Ceará: "Contente pela personalidade"

Time alvinegro foi superado pelo Santos, de virada, por 2 a 1 nesta quinta-feira (17)

Legenda: Com o resultado, o Ceará se mantém em 16º, com 26 pontos
Foto: Foto: Kid Júnior / SVM

O Ceará até surpreendeu o Santos nos 45 minutos iniciais, abriu o marcador cedo, mas cedeu à pressão e sofreu a virada na Vila Belmiro nesta quinta-feira (17). Somando três derrotas em quatro jogos à frente do time cearense, o técnico Adilson Batista ressaltou que o Vovô fez uma grande exibição e foi punido pelos desgaste físico do elenco no fim da partida.

"Grande jogo. Primeiro tempo bem controlado, linhas definidas... Tentamos neutralizar as infiltrações do Santos, jogadas pelos extremos, acho que a gente cumpriu bem na primeria etapa, fizemos um gol, três ou quatro situações para encaixar. Na segunda etapa, Santos mexeu, tivemos baixas em função do aspecto físico, jogador pedindo para ser trocado. Precisamos mudar o esquema e tomamos dois gols de bola aérea, mas não podemos tirar o mérito do Santos. Estou contente com o 1º tempo, triste com o resultado. O Santos é uma das melhores equipes. Fico contente pela personalidade nos primeiros minutos", analisou.

Com o resultado, o Vovô se mantém em 16º, com 26 pontos - fora da zona de rebaixamento por ter mais vitórias que o CSA - 7 contra 6 - e pela diferença no saldo de gols: -2 e -20. O próximo compromisso será diante do Bahia, na segunda-feira (21), às 19h30, no estádio Pituaçu. Adilson Batista revelou conhecer bastante o time baiano. 

"É um grande time, bem treinado pelo Roger Machado, meu amigo. Tem uma dinâmica muito interessante, altamente rápido quando rouba a bola, extremos interessantes, um goleador. É sempre difícil jogar em Salvador. Tenho que começar a pensar porque temos desfalques importantes", explicou.

Para o duelo, o comandante não contará com o lateral Samuel Xavier, o volante Fabinho e o meia Thiago Galhardo, todos suspensos. A delegação alvinegra se reapresenta no sábado (19), às 15h30, com atividade no CT de Porangabuçu.

Outro ponto da entrevista

Permanência na Série A
"Sempre confiando, passando tranquilidade. O 2º turno é diferente, nós tínhamos uma gordura, mas a segunda página da tabela é um campeonato a parte, temos que ter atenção. Lamento os três pontos do Goiás, mas vamos recuperar a pontuação e buscar na próxima rodada".

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte