Anitta usa peça de marca famosa nos anos 2000, e dono de grife critica estilista; entenda

Peça foi utilizada por cantora em seu aniversário. Dono dos direitos autorais critica reprodução e venda das roupas

Legenda: Em sua festa de aniversário, Anitta usou shorts com a marca Bad Boy
Foto: Reprodução/Instagram

O logo da marca Bad Boy, sucesso do começo dos anos 2000, foi resgatado recentemente pelo estilista Jean Martins e ganhou destaque como look da festa de aniversário da Anitta. No entanto, o presidente da grife no Brasil e dono dos direitos de uso desde 1993, Marco Merhej, criticou o uso e a venda por parte do estilista. As informações são do portal Extra.

De acordo com Marco, Jean entrou em contato com ele, em 2021, através do Instagram e do WhatsApp. O estilista de 22 anos, "cria" da Vila Kennedy, buscava permissão para reproduzir a marca em uma coleção.

Então, o proprietário autorizou o uso sem contrato oficializado, detalhando que gostaria de ver a peça-piloto. "Era só para o trabalho artístico, mas ele começou a vender e faturar em cima da nossa marca", declarou.

"Há uns meses ele procurou a empresa falando que era um estilista, que queria fazer um trabalho artístico e se poderia usar o logotipo da Bad Boy. Autorizamos de boca, sem contrato, a produção de 10 peças, e ele teria que nos mostrar uma peça-piloto".
Marco Merhej
Presidente da Bad Boy Brasil

Por isso, ao ver que Jean passou a comercializar peças com a marca, pediu para que ao estilista que interrompesse as vendas. Inicialmente, a marca era utilizada em sungas voltadas para lutadores da época e acabou se popularizando no País. 

“Não aguento mais receber mensagem de hater no perfil da Bad Boy e ameaças pela internet, até minha esposa já foi ameaçada. Isso não é legal. A marca é nossa, nós não fizemos nada de errado", desabafou. 

Memória da periferia

Segundo Jean, proprietário da Loja Piña, a reprodução da marca começou após a permissão de Marco. "Eu tive a ideia de voltar à ativa com esses shortinhos, não achava justo não fazerem mais sucesso. É a cara da periferia e do funk, resgata muita memória". 

Porém, após iniciar a releitura da moda, se entristece por não poder mais produzir. "Agora eles vão fabricar. Fico triste porque foi muita dedicação, e não ganhei nem reconhecimento", conta Jean sobre o look utilizado por Anitta. 

Legenda: Em suas redes, Anitta declarou ter sido o melhor aniversário de sua vida
Foto: Reprodução/Instagram

O estilista ainda acrescentou que a marca não o procurou mais. Jean já realizou o movimento de resgatar a memória da periferia em outros momentos, com marcas como Gang e Cyclone. 

"Não ataquei a marca Bad Boy em momento algum, eu esperava uma atitude diferente deles. Eu não criei, mas ajudei a reviver a marca. Só me procuraram depois que a Anitta postou a foto, antes disso eles não entraram mais em contato comigo", afirmou.

Anitta usa look em aniversário

No dia 3 de abril, a artista global publicou foto com o conjunto. "Quem sabe sabe. Favela style", escreveu, compartilhando o look para sua festa em Las Vegas.

Segundo o Extra, o conjunto chegou até à artista depois da dançaria de Anitta, Arielle Macedo, presenteá-la com um conjunto na loja Piña.

Jean tinha dado a peça para Arielle por cortesia e não esperava que fosse chegar até a cantora global. Por conta da visibilidade, a busca pelos conjuntos que custavam R$ 150 aumentou em 70%.

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit