Tom Barros: Pequena margem de erros nas mudanças