Vestida de 'realidade': jovem viraliza na web após se fantasiar de anúncios com preços altos

Letícia Duarte, de 21 anos, escolheu o tema para participar de uma festa de Halloween no trabalho, em Belo Horizonte (MG)

Letícia de costas mostrando em placas amarelas outros preços de produtos como ovos e leite
Legenda: "A realidade de quem vive aqui no Brasil está assustadora demais", diz Letícia
Foto: Arquivo pessoal/G1

A social media Letícia Duarte, 21, viralizou na internet após se fantasiar de anúncios com preços altos para participar de uma festa de Halloween, na empresa onde trabalha, na Savassi, Região Centro-Sul de Belo Horizonte (MG).

Antes da festa, realizada na última sexta-feira (29), a jovem se perguntou "O que mais assusta hoje em dia?". E a resposta veio logo em seguida: "a realidade". As informações são do G1.

"A realidade de quem vive aqui no Brasil está assustadora demais, precisei escolher entre as coisas mais horripilantes que estamos vivendo e lembrei dos preços dos supermercados. Pesquisei na internet, em quatro sites de estabelecimentos daqui, e fiz uma média de preços. Comprei os papeis, fiz as placas e minha fantasia estava pronta, fui de realidade", declarou Letícia ao G1, na manhã deste domingo (31).

Moradora do bairro Santa Cruz, na região nordeste de Belo Horizonte, Letícia viu suas fotos vestida de "realidade" viralizar nas redes sociais. A publicação da jovem chegou a somar mais de 170 mil reações nas redes sociais, na manhã de hoje.

"Brincadeira com protesto"

Segundo ela, apesar de ser engraçada, a fantasia foi escolhida como forma de protestar contra a crise econômica do País. 

"Foi pensando na brincadeira, mas com conceito. Brincadeira com protesto, sabe? É rir para não chorar", contou ainda ao G1.

A popularidade, porém, não se restringiu às redes sociais. A social media também ganhou fama nas ruas de BH. "Depois do expediente, fui para a rua ainda fantasiada e as pessoas me pararam, falando que a gasolina a R$ 6,59, que estava na minha roupa, ainda estava "barata" porque perto da casa delas estava a R$ 7. Aí vi que o buraco é muito mais embaixo mesmo. Não esperava por essa repercussão".

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil